98 Live - Logo
  1. News
  2. Cidades
  3. Empresa de cosmésticos é suspeita de sonegar R$ 8 milhões em impostos

Empresa de cosmésticos é suspeita de sonegar R$ 8 milhões em impostos

Mandados de buscas foram cumpridos em uma empresa em Belo Horizonte

Por João Henrique do Vale - Cidades21/08/2020
  • whatsapp
  • facebook
  • twitter

Investigações da Receita Estadual e da Polícia Civil descobriram um esquema de sonegação fiscal e concorrência desleal no segmento de cosméticos. As apurações mostram que um grande atacadista de cosméticos e produtos de higiene pessoal, localizado em Belo Horizonte pode ter provocado prejuízo de R$ 8 milhões aos cofres públicos em função do não recolhimento do ICMS.

Durante as investigações da Receita Estadual, foram levantados indícios das fraudes, com a participação de empresas varejistas do segmento em Minas Gerais. Essas empresas são suspeitas de adquirir cosméticos e produtos de higiene sem nota, de diversos fornecedores que também fariam parte do esquema, e comprariam os documentos fiscais do alvo da operação, mediante o pagamento de um percentual sobre o valor da suposta operação.

De acordo com a Receita Estadual, os levantamentos realizados pelo órgão apontaram um volume de vendas do atacadista muito superior à entrada das mercadorias com nota, entre janeiro e maio de 2020.

Operação 

Nesta sexta-feira, foi deflagrada a operação chamada de "Corretivo", em alusão ao produto de maquiagem utilizado para camuflar falhas estéticas. Foram cumpridos mandados de prisão na empresa em BH. Participaram da ação 20 servidores da Receita Estadual e três agentes da Polícia Civil.