98 Live - Logo
  1. News
  2. Cidades
  3. Empresas de ônibus de BH alegam prejuízo de R$ 80 milhões durante a pandemia

Empresas de ônibus de BH alegam prejuízo de R$ 80 milhões durante a pandemia

Segundo presidente do sindicato, viagens foram reduzidas em 45%, mas demanda caiu em cerca de 60%

Por Da redação - Cidades03/08/2020
  • whatsapp
  • facebook
  • twitter

O Sindicato das Empresas de Transporte de Passageiros Metropolitano (Sintram) estima um prejuízo de R$ 80 milhões desde o início da pandemia do novo coronavírus, até o fim de julho. O estudo leva em conta os gastos, que se mantiveram, e a receita das empresas, que caiu junto com a queda de demanda dos passageiros.

Rubens Lessa, presidente do sindicato das empresas de transporte de passageiros metropolitano (Sintram), conversou com o Central 98 na manhã desta segunda-feira (3) e disse que as viagens foram reduzidas em 45%, mas demanda de passageiros caiu em cerca de 60%.

Lessa disse que o ônibus do Move metropolitano tem capacidade limite para circular com 144 passageiros, mas durante a pandemia, por conta das regras de distanciamento, está andando com no máximo 70 pessoas a bordo. Já os ônibus convencionais poderia levar 96 passageiros, mas tem andado com cerca de 40.

O presidente do sindicato alega que que o sistema de transporte público não pode ser custeado apenas pelo passageiro. "Ele paga a passagem dele, mais 15% de gratuidade. Para maior índice de conforto, tem de haver outra forma de custeio", disse.

Veja a entrevista completa: