Carregando...

Cidades

Empresas de ônibus em BH alegam prejuízo milionário e pedem aumento de passagem

Sindicato contabiliza R$ 300 milhões de prejuízo na pandemia e diz que aumento é "importante e necessário"

Por Da redação

O Sindicato das Empresas de Transporte de Passageiros de Belo Horizonte (SetraBH) divulgou uma nota na tarde desta quinta-feira (14) em que alega R$ 300 milhões de prejuízo durante a pandemia. De acordo com a categoria, as empresas têm cumprido número de viagens superior à demanda de passageiros.

O SetraBH diz que o aumento das passagens "é importante e necessário", mesmo em um momento complicado como na pandemia. O argumento é de que houve apenas um aumento nos últimos quatro anos e quanto mais tempo se adia um reajuste de tarifa, mais deficitário fica o sistema.

"O aumento da tarifa é tão somente a correção da inflação do ano anterior", diz a nota assinada pelo presidente do SetraBH, Joel Paschoalin.

Sindicato diz não concordar com multas que estão sendo aplicadas por conta do limite de passageiros. Segundo a categoria, o decreto não consta no contrato e é "unilateral".

"Sabemos da necessidade de evitar a lotação dos veículos. Na grande maioria das viagens temos atendido ao decreto, mas precisamos do apoio da população. Não temos como proibir o embarque de um passageiro em uma estação ou ponto de ônibus na cidade", diz a nota.

Outro ponto de preocupação das empresas, tem sido o aumento constante do óleo diesel, que representa 25% de custos de operação do Sistema de Transporte Coletivo por ônibus em Belo Horizonte.

A reportagem entrou em contato com a PBH e aguarda um retorno.

Enquete

Carregando...

Colunistas

Carregando...

Podcasts

Carregando...

Saiba mais