98 Live - Logo
  1. News
  2. Cidades
  3. Fora de controle, incêndio atinge parque no Bairro Castelo

Fora de controle, incêndio atinge parque no Bairro Castelo

As chamas tiveram início na madrugada desta segunda-feira. Causas ainda são desconhecidas

Por João Henrique do Vale - Cidades05/10/2020
  • whatsapp
  • facebook
  • twitter

Militares do Corpo de Bombeiros estão tendo trabalho para combater um incêndio dentro de um parque no Bairro Castelo, na Região da Pampulha, em Belo Horizonte. As chamas tiveram início na madrugada desta segunda-feira. As causas ainda são desconhecidas.

O fogo se espalhou por uma vegetação às margens da Avenida Altamiro Avelino Soares, e acabou se alastrando para dentro da unidade de conservação.

Três viaturas dos bombeiros foram deslocadas para o local. Militares e brigadistas tentam conter às chamas desde 5h30.

Segundo o Corpo de Bombeiros, a mata fechada no terreno acidentado torna o local de difícil acesso, além disso, o fogo já atinge as copas das árvores. O combate está sendo realizado com uso de abafadores e bombas costais.

Ocorrências

O tempo seco e quente favorece para o aumento de incêndios em Minas Gerais. De acordo com o Corpo de Bombeiros, entre sábado e a manhã desta segunda-feira, foram registrados 781 chamados para atendimento à incêndios em vegetações, incluindo lotes vagos, em todo Estado.

Em três pontos do estado, os bombeiros trabalham há dias para tentar conter as chamas. No Parque Nacional da Serra do Cipó, o fogo destrói a vegetação há oito dias. Segundo o Corpo de Bombeiros, nesta segunda-feira a operação acontece em quatro pontos específicos da área verde. O maior foco está na Serra de Confins.

Na Serra da Moeda, uma linha de fogo de aproximadamente seis quilômetros está sendo combatida. O terreno acidentado com mata fechada dificulta os trabalhos.

Já no Parque Estadual do Itacolomi, em Ouro Preto, na Região Central de Minas Gerais, dois focos estão sendo combatidos. Um deles ameaça a área de captação de água de Mariana. O outro está dentro de um vale, dois quilômetros abaixo do Pico do Itacolomi.