Carregando...

Cidades

Indicadores caem e Kalil já cogita reabertura do comércio em BH

De acordo com o prefeito, reuniões nesta semana vão definir se a capital mineira vai avançar na flexibilização

Por João Henrique do Vale

A Prefeitura de Belo Horizonte (PBH) já cogita reabrir o comércio na cidade. Em declaração na tarde desta quarta-feira, o prefeito Alexandre Kalil (PHS) falou sobre a queda dos indicadores, como a taxa de transmissão da Covid-19 e a ocupação de leitos de UTI próprios para o tratamento da doença, e indicou que pode reavaliar a flexibilização na próxima semana. 

“Eu acredito, que se Deus ajudar, vamos poder começar a pensar nisso na semana que vem”, afirmou o prefeito após votar na eleição da nova direção da Associação dos Municípios da Região Metropolitana de Belo Horizonte (Granbel). Segundo ele, reuniões serão realizadas nesta quinta e sexta-feira para definir os próximos passos da flexibilização. 

Na última semana, o prefeito se reuniu com representantes do comércio e recebeu a proposta de abertura de três dias da semana, enquanto em quatro manteria o fechamento. 

Indicadores em queda 

Os indicadores usados pela prefeitura para tomar as decisões na flexibilização estão em queda. Boletim epidemiológico divulgado nesta quarta-feira mostra a taxa de transmissão em 0,96. Na terça-feira, estava em 0,97. 

A maior queda foi registrada na taxa de ocupação de leitos de Unidade de Terapia Intensiva (UTI) Covid-19. Hoje, temos 77,6% dos leitos ocupados. Na terça-feira, a taxa estava em 80%. Já a ocupação de enfermaria está em 59,8%. 

Enquete

Carregando...

Colunistas

Carregando...

Podcasts

Carregando...

Saiba mais