98 Live - Logo
  1. News
  2. Cidades
  3. Kalil anuncia que BH não irá avançar para próxima fase da reabertura

Kalil anuncia que BH não irá avançar para próxima fase da reabertura

Prefeito disse que medida será tomada por conta da ascensão de casos da Covid-19 no interior de Minas

Por João Henrique do Vale e Fernando Motta - Cidades29/05/2020
  • whatsapp
  • facebook
  • twitter

Belo Horizonte não irá avançar para a próxima fase de reabertura gradual do comércio. A informação foi divulgada pelo prefeito Alexandre Kalil no início da tarde desta sexta-feira (29), em entrevista coletiva na sede da prefeitura. Segundo ele, a medida será tomada por conta da ascensão de casos da Covid-19 no interior de Minas.

"Continuamos agarrados com a ciência. Temos dados alarmantes de Minas Gerais", disse o prefeito. Segundo Kalil, Belo Horizonte corre o risco de ser infectada "de fora pra dentro".

"BH é a única capital que não exporta casos. Vai ser infectada de fora para dentro. Será a única do país que vai acontecer isso. Se BH fosse uma ilha, nós poderíamos flexibilizar à vontade", argumentou.

O prefeito não quis apontar culpados e atribuiu a situação a "um sistema estadual sucateado há anos".

Semanalmente, às sextas-feiras, a prefeitura irá conceder entrevista coletiva para atualizar sobre a decisão de avançar ou não na reabertura.

"Que Deus permita que na próxima a gente não tenha que fazer lockdown na cidade", disse Kalil

Leitos em BH ocupados por pessoas do interior

Segundo Kalil, 50% dos leitos da capital mineira estão ocupados por pacientes do interior. "As curvas no interior estão exponenciais. Estamos num espírito de colaboração", ressaltou.

Transmissão

Segundo o secretário de Saúde, Jackson Machado, a taxa de transmissão em BH está em 1.24, representando que o nível está no vermelho. Há uma semana, esse índice estava em 1.1. Atualmente, os níveis de ocupação das Unidades de Terapia Intensiva (UTIs) está em 52% e nas enfermarias, 43%. A adesão ao isolamento social está em 48%.

O infectologista Carlos Starling disse que os municípios do interior estão sendo afetados por outros estados. "Não tivemos epidemia de BH para o interiror. Temos São Paulo, Rio e o interior desses estados que afetam o Triângulo Mineiro, Sul de Minas e Zona da Mata.

"Esses cinco dias flexibilização não foram responsáveis pela ligeira elevação que nós temos", disse Starling

Segundo os dados divulgados na coletiva, municípios em Minas estão no vermelho em relação à velocidade de transmissão da doença. São eles: Contagem, Divinópolis, Jaboticatubas, Nova Lima, Ribeirão das Neves, Mariana, Itabira, Juiz de fora, Uberlandia, Uberaba, Extrema e Muriaé.

De acordo com o secretário Jackson Machado, há procura em hospitais privados de pessoas de outros estados. "Preocupa porque essas pessoas vem com acompanhantes, vão para hotéis. Era uma coisa esperada, mas tentamos retardar isso

Barreiras sanitárias 

Segundo os dados da PBH, foram abordados mais de 70 mil veículos nas barreiras sanitárias na capital mineira. Mais de 500 pessoas foram encaminhadas para unidades de saúde. "As principais entradas estão sendo monitoradas, algumas ainda não são. Mas podemos ampliar", disse Machado.

Primeira semana

Na semana da primeira etapa, 32 mil trabalhadores retornaram às suas funções e 10 mil empresas foram abertas.