98 Live - Logo
  1. News
  2. Cidades
  3. Madre Teresa suspende atendimento a casos suspeitos de Covid-19 por lotação

Madre Teresa suspende atendimento a casos suspeitos de Covid-19 por lotação

As outras especialidades serão atendidas no pronto-atendimento da unidade de saúde

Por As outras especialidades serão atendidas no pronto-atendimento da unidade de saúde - Cidades26/11/2020
  • whatsapp
  • facebook
  • twitter

O atendimento a casos suspeitos de Covid-19 está suspenso no Hospital Madre Teresa, localizado no Bairro Gutierrez, na Região Oeste de Belo Horizonte. A medida foi tomada por causa do aumento da ocupação de leitos na unidade de saúde.

O anúncio foi feito em comunicado interno aos funcionários. O documento ressalta que estão suspensos os atendimentos de pacientes com sintomas gripais ou suspeitos de Covid-19. De acordo com a assessoria de imprensa da unidade, as outras especialidades serão atendidas no pronto-atendimento da unidade de saúde. 

Por meio de nota, o hospital afirmou que a suspensão acontece até 30 de novembro. "Trata-se de uma decisão transitória motivada pelo compromisso com a segurança de todos os nossos pacientes, médicos e colaboradores. O objetivo, neste momento, é rever a logística de leitos e avaliar a necessidade de readequação, considerando a perspectiva do aumento de casos em Belo Horizonte", afirmou.

O hospital afirmou que permanece atendendo os casos de urgência e emergência e as clínicas de cardiologia, cirurgia geral, clínica médica, neurologia e ortopedia no Pronto Atendimento. 

Ocupação de leitos em BH

A taxa de transmissão (RT) da Covid-19 se manteve em 1,08 no boletim epidemiológico divulgado nessa quarta-feira (25), enquanto as ocupações de leitos de UTI e enfermaria mostraram ligeira queda. Com o RT em 1,08, significa que 100 pessoas podem transmitir a doença para outras 108 na capital mineira.  

A taxa de ocupação de leitos de UTI Covid-19 caiu 1 ponto percentual, chegando a 39,4%. Já a os leitos de enfermaria caíram 0,9 pontos, chegando a 37,2% de ocupação.

Belo Horizonte registrou, desde o início da pandemia, 53.337 casos da doença. Deste total, 49.206 pessoas se recuperaram da doença, e 2.506 casos estão em acompanhamento. Desde março, 1.625 pessoas perderam a vida em decorrência da enfermidade.