98 Live - Logo
  1. News
  2. Cidades
  3. Máscaras e limite de pessoas em lojas; veja as regras que entraram em vigor em BH

Máscaras e limite de pessoas em lojas; veja as regras que entraram em vigor em BH

As novas regras valem em todos os espaços públicos, equipamentos de transporte público coletivo, estabelecimentos comerciais, industriais e de serviços

Por João Henrique do Vale - Cidades22/04/2020
  • whatsapp
  • facebook
  • twitter

O uso de máscaras ou cobertura do nariz e boca é obrigatório a partir de hoje em Belo Horizonte. A medida vale em todos os espaços públicos, equipamentos de transporte público coletivo, estabelecimentos comerciais, industriais e de serviços.

De acordo com o decreto, os responsáveis pelos estabelecimentos deverão impedir a entrada e a permanência em seu interior de pessoas sem máscaras ou cobertura no rosto. Caberá a eles afixar cartazes informativos sobre a forma de uso de máscaras e o número máximo de pessoas permitidas ao mesmo tempo dentro do estabelecimento.

Em estabelecimentos autorizados a funcionar pelo Decreto 17.328 – tais como padarias, supermercados, açougues e farmácias – será permitida a permanência de no máximo uma pessoa a cada 13 metros quadrados de área de venda. E só será admitido um adulto por carrinho ou cesto de compras. A entrada dos clientes deverá ser controlada por método eletrônico, entrega de cartão numerado na entrada devidamente higienizado com álcool em gel ou produto similar ou qualquer outro procedimento equivalente que garanta o controle de circulação de pessoas.

No caso dos serviços de saúde, clínicas, laboratórios e hospitais, deverá ser assegurado um raio mínimo de dois metros de distância entre as pessoas, além de atender às normais da Vigilância Sanitária. As demais medidas já adotadas para prevenção ao contágio e propagação da Covid-19 deverão ser mantidas em quaisquer tipos de estabelecimentos autorizados a funcionar em Belo Horizonte.

Pessoas serão barradas no metrô

Usuários do metrô de Belo Horizonte que não utilizarem máscaras ou cobertura sobre o nariz e a boca, poderão ser retirados das composições e das plataformas. A Companhia Brasileira de Trens Urbanos (CBTU) afirmou que a medida é válida para das 19 estações e permanecerá por tempo indeterminado.