98 Live - Logo
  1. News
  2. Cidades
  3. Minas tem estoque de “kit de intubação” para três dias, diz secretário

Minas tem estoque de “kit de intubação” para três dias, diz secretário

Em coletiva de imprensa, Fábio Baccheretti cobrou a entrega de mais medicamentos por parte do Ministério da Saúde e informou que escassez impede abertura de leitos de UTI

Por João Henrique do Vale - Cidades31/03/2021
  • whatsapp
  • facebook
  • twitter

Mesmo com a chegada recente de medicamentos utilizados na sedação de pacientes intubados, o chamado “kit intubação”, pelo Ministério da Saúde, Minas Gerais tem estoque para apenas três dias. A informação é do secretário de Estado de Saúde, Fábio Baccheretti, que cobrou a entrega de mais medicamentos por parte do Governo Federal e informou que a escassez impede abertura de mais leitos de Unidade de Terapia Intensiva (UTI) no território mineiro. 

No início da semana, Minas recebeu 3.330 unidades de atracurio, 1 mil de cisatracúrio e 14.660 de mizadolan, medicamentos utilizados na sedação dos pacientes. Porém, segundo Baccheretti, uma nova remessa é esperada. “O estoque que temos hoje garante três dias de medicamentos. Devemos receber o restante do estoque que havia sido prometido pelo Ministério de Saúde”, comentou. Segundo ele, a promessa do Governo Federal é que, em abril, o repasse de medicamentos seja feito de forma mais ágil. 

A escassez de medicamento, assim como a falta de recursos humanos, é um dos motivos para o estado não conseguir abrir novos leitos de UTI. Nesta quarta-feira, segundo a Secretaria de Estado de Saúde, 762 pacientes aguardam leitos de UTI, e outros 1.215 aguardam leitos de enfermaria. 

Semana Santa 

O secretário se mostrou preocupado com o recesso da Semana Santa, visto que, após outros feriados prolongados, tivemos um aumento significativo no número de casos. “A experiência de feriados foi sempre ruim em relação a pandemia. Outros momentos a incidência elevou-se duas semanas após os feriados, e nossa expectativa é um pouco diferente uma vez que estamos em onda roxa. Significa que hotéis não funcionam, temos restrição de circulação em horários noturnos, apenas o que é essencial fica aberto. Estamos vivendo momentos diferente do que outros feriado”, afirmou.

Baccheretti alertou para que a população evite as reuniões familiares e aglomerações. “Fique em casa. Não se aglomere. Fique com seu núcleo familiar. Não chame parentes para visita e não vá à casa deles. Não receba amigos em casa. Não é época para isso”, pediu.