98 Live - Logo
  1. News
  2. Cidades
  3. MPMG e PC cumprem mandado de busca e apreensão na sede da Cervejaria Backer

MPMG e PC cumprem mandado de busca e apreensão na sede da Cervejaria Backer

Estão sendo apreendidos documentos que podem ajudar nas investigações do caso

Por João Henrique do Vale e Carol Torres - Cidades04/08/2020
  • whatsapp
  • facebook
  • twitter

A cervejaria Backer é alvo de uma operação conjunta do  Ministério Público de Minas Gerais e da Polícia Civil do Estado de Minas Gerais nesta terça-feira. Estão sendo cumpridos mandados de busca e apreensão na sede da empresa, no bairro Olhos D’água, em Belo Horizonte (BH). O mandado foi expedido pelo juiz da Vara de Inquéritos Policiais de BH, atendendo a requerimento da promotora de Justiça de Defesa do Consumidor da área criminal. 

O objetivo é a coleta e apreensão de documentos que se encontram na sede da empresa. "O objetivo é arrecadar documentos para instruir o inquérito policial que está em andamento contra os sócios-proprietários e o pessoal de manutenção da Cerverjaria Backer. O MPMG viu a necessidade de realizar novas diligências, principalmente depois de tomar conhecimento de documentos que foram enviados pelo Ministério da Agricultura que também realizou perícias na fábrica e também interdições conforme é da sua atribuição", afirmou a promotora de Justiça Vanessa Fusco.

Após as diligências, os documentos serão periciados e analisados pela promotoria. Somente depois disso, o MPMG vai oferecer ou não denúncia contra as pessoas indiciadas pela Polícia Civil.

Em janeiro deste ano, a Polícia Civil iniciou uma investigação sobre consumidores que foram internados com sintomas de intoxicação, após ingestão da cerveja Belorizontina, fabricada pela Cervejaria Três Lobos/Backer. 42 pessoas foram intoxicadas por dietilenoglicol e 10 morreram. 

A perícia realizada na empresa constatou vazamento em um tanque e diversos outros focos de contaminação.