Carregando...

Cidades

Quarteirões fechados da Praça Sete começam a ser cercados pela PBH

Ação é para conter a aglomeração de pessoas no espaço. Medida é uma estratégia para diminuir a contaminação de covid-19

Por João Henrique do Vale

Os quarteirões fechados no entorno da Praça Sete começaram a ser cercados nesta segunda-feira pela Prefeitura de Belo Horizonte (PBH). Segundo a administração municipal, o objetivo é evitar o funcionamento de comércios não essenciais e a prática de lazer. As medidas fazem parte da estratégia para conter o avanço da Covid-19.

Em entrevista ao Central 98 na última semana, o secretário municipal de Segurança, Genilson Zeferino, afirmou que muitas pessoas estavam aglomerando nestes locais para a práticas de jogos, como dama e xadrez, e também serviços que não estavam autorizados seguiam funcionando normalmente. 

No último fim de semana, as praças Duque de Caxias, no Bairro Santa Tereza, Floriano Peixoto, no Bairro Santa Efigênia, e Arquiteto Ney Werneck, no Bairro Belvedere, foram interditadas. 

Na orla da Pampulha, novos espaços também tiveram o acesso proibido.

Enquete

Carregando...

Colunistas

Carregando...

Podcasts

Carregando...

Saiba mais