Carregando...

Cidades

Seinfra abre Consulta Pública para construção do Rodoanel

Edital terá duração de 45 dias, e visa divulgar os detalhes sobre o projeto; tema também será discutido em Audiências Públicas virtuais

Por Lucas Rage

A Secretaria de Estado de Infraestrutura e Mobilidade (Seinfra-MG) iniciou, nesta sexta-feira (05), a Consulta Pública do edital referente ao projeto de parceria público-privada (PPP) do Rodoanel Metropolitano de Belo Horizonte. O período de consulta será de 45 dias, encerrando-se em 22 de março de 2021.

A consulta pública visa divulgar o projeto, garantir a transparência no processo e receber contribuições da sociedade sobre o modelo proposto. Segundo o Governo de Minas, a iniciativa é uma importante ferramenta de participação dos cidadãos na construção de políticas públicas junto ao governo.

A minuta de edital objeto da Consulta Pública, bem como os estudos de engenharia, econômico-financeiros e jurídicos do projeto estão disponíveis neste link.

As contribuições e pontos de vista sobre o projeto poderão ser enviadas para o e-mail rodoanelmetropolitano@infraestrutura.mg.gov.br.

Ao longo dos 45 dias da consulta pública serão promovidas Audiências Públicas virtuais para apresentação, esclarecimentos sobre o projeto e oitiva da população. A previsão é que sejam realizadas cinco audiências em datas previamente divulgadas.

O regulamento para participação na Consulta Pública pode ser acessado neste link.

Sobre o Rodoanel

O Rodoanel ligará alguns dos principais polos econômicos de Minas Gerais, ampliando a malha viária do estado com melhoria na qualidade de vida da população e garantindo melhores vias de acesso. A região do Anel Rodoviário ficará, portanto, mais livre para a circulação de veículos coletivos e individuais, sendo possível a redução em torno de 1.000 acidentes por ano.

Entre os benefícios previstos estão:

• Aumento do PIB da RMBH, entre 7% e 13% em 10 anos;

• Aumento da produtividade da RMBH, entre 0,8% a 1,3% em 10 anos;

• Redução de deslocamento e tempo de viagem entre 30 e 50 minutos tanto para veículos de carga, quanto na mobilidade urbana;

• Geração de mais de 10.000 empregos diretos e indiretos;

• Segurança viária, com a previsão de uma rodovia com todos os recursos necessários para manutenção do serviço e do pavimento;

• Diminuição dos impactos ambientais por meio de compensações;

• Minimização das emissões de CO2 em quase 10%;

• Diminuição dos custos de carga e escoamento, gerando maior competitividade dos produtos mineiros.

(Com informações da Agência Estado)

Enquete

Carregando...

Colunistas

Carregando...

Podcasts

Carregando...

Saiba mais