98 Live - Logo
  1. News
  2. Cidades
  3. Sem coletiva de imprensa, só serviços essenciais seguem funcionando em BH

Sem coletiva de imprensa, só serviços essenciais seguem funcionando em BH

Prefeitura de Belo Horizonte não marcou a entrevista coletiva para esta sexta-feira, como tradicionalmente vem acontecendo desde maio

Por João Henrique do Vale - Cidades03/07/2020
  • whatsapp
  • facebook
  • twitter

Foto: Rodrigo Clemente/PBH

As regras para o funcionamento do comércio em Belo Horizonte não vão sofrer alterações. Com isso, somente os estabelecimentos que estão no quadro de serviços considerados essenciais vão seguir abertos.  A Prefeitura da capital mineira não marcou para esta sexta-feira a entrevista coletiva.

Desde maio, toda semana o prefeito ou integrantes do grupo de enfrentamento a Covid-19 do município falam sobre a situação da doença. Porém, hoje não haverá a entrevista. O Prefeito Alexandre Kalil afirmou na semana passada que não iria se manifestar se os dados que monitoram a doença seguissem os mesmos.

Ocupação de leitos

ocupação de leitos do Sistema Único de Saúde (SUS) em Belo Horizonte voltou a subir, alcançando a taxa de 87% nessa quarta-feira nas Unidades de Terapia Intensiva (UTIs) exclusivas da Covid-19. Os números estão no boletim divulgado pela Secretaria Municipal de Saúde na quinta-feira (2). No balanço anterior, a ocupação desses leitos de UTI para Covid-19 estava em 85%.

Os leitos para tratamento de outras doenças estão com ocupação ainda superior, de 88%, mesmo patamar do último boletim. Leitos de enfermaria também se mantiveram estáveis nesse comparativo, com ocupação de 69%.

Proposta de empresários

Nessa quinta-feira, o prefeito Alexandre Kalil se reuniu com comerciantes da cidade. No encontro, os empresários propuseram uma estratégia de abertura do comércio em quatro dias da semana, enquanto em três, todos os setores ficariam fechados. A prefeitura vai analisar se é viável a abertura do comércio desta forma e ficou de dar uma resposta na próxima quarta-feira.