Carregando...

Cidades

Taxa de ocupação de UTI Covid-19 supera 60% em BH após quase quatro meses

Belo Horizonte está com três indicadores de monitoramento em estágio de alerta

Por João Henrique do Vale

O aumento de casos de Covid-19 e de internações voltam a preocupar em Belo Horizonte. A capital mineira voltou a ter mais de 60% de ocupação de leitos de Unidade de Terapia Intensiva (UTIs) próprios para o tratamento da doença depois de quase quatro meses. A última vez que superou essa marca foi em 19 de agosto deste ano.

Levantamento da Rádio 98, realizado nos boletins epidemiológicos divulgados pela Prefeitura de Belo Horizonte, mostra que em 19 de agosto a ocupação de leitos de UTI, contando a rede privada e o Sistema Único de Saúde (SUS), estava em 61,3%. O índice foi diminuindo ao longo dos meses.

Nesta segunda-feira, a ocupação das UTIs na capital mineira voltou a subir a ultrapassou os 60%. A taxa está em 62,3%. A ocupação de leitos de enfermaria próprios para a Covid-19 está em 51,5%.

Já o número médio de transmissão por infectado, o RT, está em 1,03. Esses três indicadores que balizam a flexibilização em Belo Horizonte. 

Enquete

Carregando...

Colunistas

Carregando...

Podcasts

Carregando...

Saiba mais