98 Live - Logo
  1. News
  2. Cidades
  3. Temporal com granizo expõe antigos problemas de Belo Horizonte

Temporal com granizo expõe antigos problemas de Belo Horizonte

Enchentes foram registradas em pontos já conhecidos por problemas na capital mineira

Por João Henrique do Vale - Cidades19/11/2020
  • whatsapp
  • facebook
  • twitter

Belo Horizonte voltou a sofrer com problemas antigos durante a chuva. Durante o temporal, com granizo, a Avenida Bernardo Vasconcelos teve que ser fechada, depois que o córrego Cachoeirinha transbordou. Uma forte correnteza se formou na via. Na Avenida Heráclito de Mourão de Miranda, vários pontos de alagamento foram registrados, devido ao aumento do nível do Córrego Ressaca.

A Defesa Civil Municipal registrou 53 solicitações de vistorias via 199. A maioria das ocorrências foram registradas nas regionais Noroeste e Leste.  As chamadas foram para: abatimento do solo, danificação ou destruição de habitações, desabamento parcial de muro de arrimo, deslizamento de encosta,  destelhamento, enchentes, erosão, infiltração, trincas, trincas e rachaduras em muro, risco de danificação ou destruição de habitações, risco de desabamento de muro de arrimo, risco ou ameaça de alagamentos, risco ou ameaça de enchentes ou inundações e risco ou ameaça de escorregamentos e deslizamentos.

Dados da Defesa Civil mostram um aumento do volume de chuva em novembro deste ano em algumas regionais da capital mineira. Somente nesses 19 dias do mês, a Região Leste teve um acumulado de 250,8 milímetros. A média para o período é de 239,8 mm, segundo o Instituto Nacional de Meteorologia.

Veja o acumulado por regional

Barreiro: 167,8 (70%)

Centro Sul: 221,6 (92,4%)

Leste: 250,8 (104,6%)

Nordeste: 163 (68%)

Noroeste: 177,8 (74,1%)

Norte: 125,2 (52,2%)

Oeste: 161,4 (67,3%)

Pampulha: 164,6 (68,6%)

Venda Nova: 156,4 (65,2%)