98 Live - Logo
  1. News
  2. Cidades
  3. Vacinação contra a gripe tem início nesta segunda-feira em Minas Gerais

Vacinação contra a gripe tem início nesta segunda-feira em Minas Gerais

Em Belo Horizonte, as doses serão aplicadas em todos os postos de saúde

Por João Henrique do Vale - Cidades12/04/2021
  • whatsapp
  • facebook
  • twitter

A Campanha Nacional contra a gripe tem início nesta segunda-feira. Em Minas Gerais, a expectativa é imunizar aproximadamente 8,4 milhões de pessoas. A ação começa com as crianças de 6 a 11 meses e 29 dias, gestantes, puérperas e trabalhadores da saúde que atuam em hospitais - públicos, filantrópicos e privados -, centros de saúde, UPAs e SAMU. 

A segunda fase da campanha começa no dia 11 de maio e vai até o dia 8 de junho, tem como foco os idosos com mais de 60 anos e professores das escolas públicas e privadas.

Já na terceira e última fase, que inicia em 9 de junho, deverão receber a vacina as pessoas com comorbidades, pessoas com deficiência, trabalhadores de transporte coletivo, portuários, forças de segurança e salvamento, forças armadas, funcionários do sistema de privação de liberdade, população privada de liberdade e adolescentes e jovens em medidas socioeducativas.

Serão duas campanhas simultâneas de imunização no país, o que vai demandar estratégias dos estados e municípios para evitar aglomeração. Em Belo Horizonte, aproximadamente 133 mil pessoas devem ser vacinadas. 

A Secretaria de Estado de Saúde recomendou aos municípios que organizem suas salas de vacinação e desenvolvam estratégias de vacinação de modo que não haja aglomeração. Cada município terá autonomia para definir conforme a própria realidade e cenário epidemiológico. Contudo, é recomendada a organização dos processos de trabalho das equipes.

Entre as estratégias que podem ser adotadas está a organização dos postos com horário de funcionamento estendido, para assegurar o acesso da população à vacina durante todo o horário do serviço. Outra recomendação é a disponibilização de um local específico na unidade de saúde para vacinação contra a gripe, de modo que não prejudique os demais atendimentos e nem a campanha de vacinação contra a covid-19.