98 Live - Logo
  1. News
  2. Cidades
  3. Zema comemora promessa de repasse de verba para expansão do metrô de BH

Zema comemora promessa de repasse de verba para expansão do metrô de BH

Na manhã desta quarta-feira, o presidente Jair Bolsonaro afirmou que a obra se tornou prioridade nacional

Por João Henrique do Vale - Cidades02/09/2020
  • whatsapp
  • facebook
  • twitter

O Governador Romeu Zema (Novo) utilizou as redes sociais para comemorar a promessa de repasse de recursos para a ampliação do metrô de Belo Horizonte. O presidente Jair Bolsonaro afirmou, nesta quarta-feira, que a obra da linha 2, entre o Bairro Calafate e o Barreiro, se tornou prioridade nacional.

Por meio de uma publicação no Twitter, o governador agradeceu ao presidente. "Mais um avanço e a conquista de um sonho antigo dos mineiros. Vamos viabilizar a linha 2 do metrô (Calafate-Barreiro) em BH. Agradeço ao Governo Federal por ter priorizado essa obra. Agradeço pela atenção com a nossa população, presidente @jairbolsonaro e ministro @tarcisiogdf", afirmou.

Zema completou dizendo que estão ocorrendo negociações junto ao Governo Federal. "Agradeço também à bancada mineira que nos auxiliou nesse processo. Parceria que tem dado certo", finalizou.  

Belo Horizonte deverá receber aproximadamente R$ 1 Bilhão para o financiamento da Linha 2 do metrô, que vai do Calafate ao Barreiro. O senador mineiro Carlos Viana, do PSD, conversou,  que articulou junto ao governo esse repasse, explicou que o valor é proveniente de indenizações recebidas pelo Governo Federal referentes aos contratos de concessão das ferrovias em Minas.

Segundo o senador, a mineradora Vale pretende ampliar o contrato da Ferrovia Centro Atlântica (FCA), mas irá devolver à União outras ferrovias que não foram utilizadas. Junto dessa devolução, vem o valor da indenização. 

O valor será depositado em uma conta do Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social (BNDES) e a obra será coordenada pelo governo de Minas, por meio de um Programa de Parceria de Investimentos (PPI)

Segundo Bolsonaro, o BNDES “ já trabalha na estruturação do projeto do metrô, que se tornou prioridade nacional”.