98 Live - Logo
  1. News
  2. Economia
  3. Abrasel/MG propõe dividir funcionamento de bares e restaurantes de BH

Abrasel/MG propõe dividir funcionamento de bares e restaurantes de BH

Proposta foi apresentada pelo presidente da entidade, Matheus Daniel, ao Comitê de Enfrentamento à Covid-19 nesta segunda (31)

Por Lucas Rage - Economia31/05/2021
  • whatsapp
  • facebook
  • twitter

(Leo Fontes / 98 Live)

Os bares e restaurantes de Belo Horizonte podem ter seu horário de funcionamento dividido durante a pandemia da Covid-19. 

A proposta foi apresentada pelo presidente da Abrasel/MG, Matheus Daniel, ao Comitê de Enfrentamento à Covid-19 no município. Em fala ao Rocknews, Daniel explicou os detalhes da proposta (veja a íntegra da entrevista abaixo).

“A ideia é que os bares e restaurantes funcionem em dois horários, de 11h às 15h e depois, de 18h às 22h, afirmou o presidente da Abrasel. “Eu apresentei a sugestão ao Secretário de Saúde [Jackson Machado], que gostou da ideia. Agora ela será repassada ao secretário André [Reis, de Planejamento] e ao prefeito Alexandre Kalil”, completou Matheus.

Segundo Matheus, o horário de funcionamento beneficia os bares e restaurantes, possibilitando o funcionamento dos estabelecimentos em horário noturno, quando a receita é melhor. “As melhores arrecadações são durante o almoço e à noite, no happy hour. Desta forma, conseguimos ajudar os bares e restaurantes e respeitamos o mesmo horário de funcionamento proposto pela Prefeitura de BH”, explica Daniel.

Quase 6 em cada 10 estabelecimentos não consegue fechar as contas em maio

Quase 60% dos empresários mineiros têm problemas para pagar salários em maio, segundo pesquisa da Abrasel.

Levantamento foi feito com 457 donos de estabelecimentos, entre 4 e 10 de maio.

Segundo o estudo, 58% dos empresários tiveram dificuldade em quitar integralmente os salários de abril, vencidos no quinto dia útil do mês.

Entre as causas para o déficit estão as restrições no funcionamento das empresas, impostas pelas prefeituras e pelo governo do estado em face à pandemia da Covid-19.