Carregando...

Economia

Guedes diz acreditar na tecnicalidade do TCU, mas vê risco de problema jurídico

Ministro demonstrou preocupação sobre uma eventual interpretação futura do órgão de controle sobre o Orçamento de 2021, que subestimou as despesas obrigatórias deste ano para abrir espaço para mais emendas

Por Estadão Conteúdo

O ministro da Economia, Paulo Guedes, disse nesta segunda-feira (5), acreditar na "tecnicalidade" do Tribunal de Contas da União (TCU). Ele, no entanto, demonstrou preocupação sobre uma eventual interpretação futura do órgão de controle sobre o Orçamento de 2021, que subestimou as despesas obrigatórias deste ano para abrir espaço para mais emendas.

"O TCU tem uma certa jurisprudência estabelecida e nem sempre explicita respostas a perguntas específicas. O TCU deixa um certo grau de liberdade. Isso poderia ser desagradável para o governo, se o clima político for diferente lá na frente, a interpretação pode ser para um lado e para outro", afirmou ele, em videoconferência com a XP Investimentos.

Segundo Guedes, sempre que há dúvidas, o governo procura o TCU para pedir orientação. Em alguns casos, porém, o órgão não responde a casos específicos.

"O governo já esta conversando e sempre conversa com o TCU. Certamente do presidente da Câmara, Arthur Lira (PP-AL), e o presidente do Senado, Rodrigo Pacheco (DEM-AC), estão conversando com o TCU. Todo mundo quer fazer a coisa certa", acrescentou. "Devemos prosseguir, não vamos ficar focados no barulho", completou ele.

Enquete

Carregando...

Colunistas

Carregando...

Podcasts

Carregando...

Saiba mais