Carregando...

Economia

'Se tiver que fechar, que seja no máximo por 10 dias' diz Sindilojas-BH

Em reunião marcada com a PBH, Sindilojas irá argumentar que janeiro é um mês de pouco movimento na cidade, o que não leva à necessidade do fechamento do comércio

Por Da redação

O Comitê de Enfrentamento da Covid-19 da Prefeitura de Belo Horizonte (PBH) vai se reunir nesta quarta-feira (30) para discutir os próximos passos que serão tomados em relação ao comércio na capital mineira. Convidado para o encontro, o Sindicato de Lojistas de Belo Horizonte (Sindilojas-BH) irá argumentar que janeiro é um mês de pouco movimento na cidade, o que não leva à necessidade do fechamento do comércio.

"O que nós falamos daqui pra frente é que BH a partir dessa semana já fica bem vazia, o comércio já cai abruptamente as vendas. Janeiro é um mês que não é bom para o comércio, é um mês de férias. A gente espera que a PBH amanhã possa entender que não há necessidade de fechar o comércio", disse o presidente do Sindilojas-BH, Nadim Donato, em conversa com o Central 98 na manhã desta terça-feira (29).

A entidade vai pedir ainda que se a PBH decidir pelo fechamento, que ele seja limitado a 10 dias. "Nosso pedido é: se tiver que fechar, que feche no máximo 10 dias em janeiro".

Ele argumenta que se os casos realmente aumentarem após o Natal e Réveillon, esse período seria suficiente para a avaliação. Além disso, nesse caso os lojistas podem conseguir compensar esses 10 dias no banco de horas dos funcionários.

Confira a entrevista completa:



Enquete

Carregando...

Colunistas

Carregando...

Podcasts

Carregando...

Saiba mais