Carregando...

Economia

Zema descarta aumento do ICMS para combustíveis em Minas

Declaração acontece em dia de manifestação de caminhoneiros, conta alta tributação no estado

Por Lucas Rage

O governador de Minas Gerais, Romeu Zema (Novo), descartou a possibilidade de aumento do ICMS para os combustíveis no estado.

Zema foi questionado sobre o tributo durante a entrega de projetos do governo na Assembleia Legislativa, em um dia marcado por protestos de caminhoneiros sobre a tributação de combustíveis no estado.

 Questionado sobre um possível reajuste no ICMS, Zema afirmou que não existe qualquer proposta de aumento. “Nós não vamos aumentar impostos. O ajuste que precisa ser feito é pelo lado da despesa, não por aumento de impostos. O povo mineiro já paga muitos impostos”, afirmou.

Minas tem, atualmente, a segunda maior alíquota do ICMS para a gasolina, com 31%. No caso do diesel, a alíquota é de 15%

Sindtanque critica tributação

O presidente do Sindicato dos Transportadores de Combustíveis (Sindtanque), Irani Gomes, criticou a alta carga tributária para combustíveis no estado. “Estamos lutando para que o ICMS do diesel venha a ser reduzido de 15 para 12%. É uma luta que temos há mais de uma década, e o governo não faz nada para essa categoria”, afirmou.

Transportadores fizeram uma carreata, na manhã desta quinta-feira (25), para pedir reajustes no imposto. Por volta de 10h, o grupo deixou o Portão 1 da Fiat, em Betim, em direção à Cidade Administrativa de Minas Gerais. A categoria pede mais diálogo com o Executivo Estadual.

Enquete

Carregando...

Colunistas

Carregando...

Podcasts

Carregando...

Saiba mais