98 Live - Logo
  1. News
  2. Educação
  3. Por volta às aulas, pais protestam na porta de escolas de BH

Por volta às aulas, pais protestam na porta de escolas de BH

Ato organizado pelo grupo Pais Pela Educação pede a retomada do ensino presencial na capital, e cobra por diálogo com a prefeitura

Por Lucas Rage - Educação18/02/2021
  • whatsapp
  • facebook
  • twitter

Mais de dez escolas de Belo Horizonte amanheceram nesta quinta-feira (18) com cartazes pedindo a retomada do ensino presencial no município. 

Capitaneado pelo grupo Pais Pela Educação, o ato foi abraçado por mães de alunos de 14 instituições de ensino da capital, e cobra mais diálogo por parte do Executivo Municipal.

Com dizeres como “lugar de criança é na escola”, “educação não pode esperar” e “prioriza a infância Kalil”, os pais exigem uma data para a retomada do ensino em sala de aula.

“Não existem sindicatos que representem nosso filhos. Apenas o nosso amor e o direito deles pela educação”, explica Paula Vidigal, organizadora do movimento.

Mãe de três filhos e comerciante, Paula pede que o Prefeito dê à educação a mesma atenção cedida ao comércio, durante a pandemia. “Sofremos muito com o lockdown e aprendemos a buscar apoio. Conseguimos abrir o comércio porque todos os cidadãos nos apoiaram. Estamos buscando o mesmo apoio dos cidadãos de BH”, afirma.

A organizadora reforça ainda a importância do suporte a alunos com necessidades especiais, desamparados com a ausência do ensino presencial. “Estamos defendendo aquelas que têm necessidades intelectuais especiais , que não são somente prejudicadas, mas estão em sofrimento”, explica.

Veja as escolas que receberam atos nesta quinta

Colégio Loyola; Colégio São Paulo; Maple Bear; Santa Doroteia; Santo Antônio; Escola Infantil Miudinhos; Santo Tomás de Aquino; Mangabeiras; Balão Vermelho; Santa Marcelina; Instituto da Criança; Bernoulli Go; Bernoulli Sto Agostinho; Fundação Torino.

Volta às aulas será debatida na Câmara

A Comissão de Educação da Câmara Municipal de BH realiza, nesta quinta-feira (18), a primeira audiência pública para discutir a reabertura segura das escolas na capital mineira. Foram convidados representantes da Prefeitura de Belo Horizonte, Governo de Minas, Ministério Público, médicos e a comunidade escolar, tanto pública quanto privada.

A reunião acontece às 13h e terá transmissão pelo site da Câmara. Segundo a comissão, essa será apenas a primeira de uma série de reuniões.