98 Live - Logo
  1. News
  2. Esporte
  3. Airton marca e Cruzeiro vence o Atlético no Mineirão

Airton marca e Cruzeiro vence o Atlético no Mineirão

Com o resultado, o Cruzeiro subiu para a vice-liderança do Campeonato Mineiro.

Por Guilherme Souza - Esporte11/04/2021
  • whatsapp
  • facebook
  • twitter

Foto: Bruno Haddad/Cruzeiro


A tarde de domingo foi de clássico no Gigante da Pampulha. Cruzeiro e Atlético se enfrentaram pela nona rodada do Campeonato Mineiro.

Com um gol de Airton, a Raposa venceu o Galo por 1x0. Com o resultado, o Cruzeiro subiu para a vice-liderança, com 17 pontos. O Atlético é o líder, com 21.

O Cruzeiro voltará a campo na próxima quarta-feira (14), às 21h30, diante do América de Natal, na Arena das Dunas, em Natal/RN, em partida válida pela segunda fase da Copa do Brasil. O Atlético, por sua vez, jogará somente no domingo (18), contra o Boa Esporte, às 16h, no Mineirão, pela décima rodada do Campeonato Mineiro.

 PRIMEIRO TEMPO EQUILIBRADO

 A primeira etapa foi marcada pelo equilíbrio entre os rivais. Os duelos aconteciam em sua maioria no meio-campo. A primeira oportunidade foi do Atlético, que aos onze minutos chegou pela direita com Guga; o lateral cruzou e Eduardo Vargas pegou de primeira, mandando a esquerda de Fábio.

Em seguida, um minuto depois, o chileno arriscou novamente pela direita e Fábio espalmou.

Aos quinze minutos, o Cruzeiro começou a sair para o jogo. A Raposa apostava em bolas esticadas com os pontas: Airton pela esquerda e Bruno José pela direita.

A grande chance celeste veio aos trinta e cinco. Rafael Sóbis cobrou falta da intermediária e Everson defendeu em dois tempos.

  AIRTON DECIDE NA SEGUNDA ETAPA

 A primeira grande chance do segundo tempo foi do Atlético. Aos sete minutos, Nacho deu um excelente lançamento para Vargas, o chileno ficou cara a cara com Fábio e buscou o canto. O goleiro celeste fez ótima defesa e salvou! Pouco tempo depois, Keno desviou uma cobrança de escanteio para fora, com muito perigo.

Mesmo com as chances criadas pelo adversário, o Cruzeiro não se abateu e continuou com a mesma postura da primeira etapa. O time celeste descia em contra-ataques. Aos dezesseis, Matheus Pereira tocou para Sóbis, que acionou Airton – o atacante saiu cara a cara com Everson e não desperdiçou, botando a Raposa em vantagem.

Após o gol da Raposa, o nervosismo tomou conta da equipe atleticana, que não conseguia criar na partida. O Cruzeiro, por sua vez, aproveitava o momento. Aos vinte e dois, Bruno José recebeu um cruzamento e, sem espaço, conseguiu arriscar – a bola passou muito perto da trave.

Cuca decidiu ir para o tudo ou nada, promovendo as entradas de Eduardo Sasha, Marrony, Hulk e Hyoran, mas não surtiu efeito.

Nos acréscimos, ainda teve tempo para uma confusão entre William Pottker e Eduardo Brock com Hulk. Ambos se estranharam na área, antes de uma cobrança de falta, e Pottker e Hulk foram expulsos nos minutos finais.     

 

POLÊMICAS

Aos quarenta e um minutos da primeira etapa, Keno arriscou de fora da área e a bola bateu em Matheus Pereira dentro da área. Os jogadores alvinegros reclamaram de um possível pênalti. No segundo tempo, foi a vez do Cruzeiro reclamar. Alonso agarrou Ramon na área e o zagueiro celeste reclamou bastante de penalidade.