98 Live - Logo
  1. News
  2. Esporte
  3. América oficializa retorno de Salum como Coordenador de futebol Clube-Empresa

América oficializa retorno de Salum como Coordenador de futebol Clube-Empresa

Marcus Salum cuidará diretamente dos assuntos relacionados ao futebol e dos processos para transformar o América em clube-empresa.

Por Thais Santos - Esporte20/04/2021
  • whatsapp
  • facebook
  • twitter

O América anunciou nesta terça-feira o retorno oficial do ex-presidente Marcus Salum, para assumir o cargo de Coordenador de Futebol Clube-Empresa. Salum estava afastado da direção do Coelho, há 50 dias, desde que passou a gestão do clube, para o atual presidente do Conselho de Administração, Alencar da Silveira Júnior, eleito para o triênio 2021-2023.

Marcus Salum ficará a cargo de todos os processos que se referem a transformação do clube em clube-empresa e falou sobre a decisão de assumir o cargo, após o convite feito por Alencar:

“Não esperava estar aqui tão rápido, já que o nosso mandato se encerrara no dia 28 de fevereiro. Mas já vínhamos mantendo o contato ao longo desses 50 dias. Desde que houve a transição, o Euler assumiu o futebol e vínhamos conversando quase que diariamente. Esta é uma prova da união do América. Chegamos a uma conclusão de que este é um ano decisivo para o América. Na vinda do Alencar para a presidência, fiquei encarregado de conduzir os trabalhos do clube-empresa e, graças a Deus, tivemos uma velocidade interessante. As coisas estão acontecendo, então decidimos de fazer uma união maior e eu retornar para comandar o futebol outra vez, com a participação do Euler, do Armando e de toda equipe que já está aqui”.

 

Salum também detalhou as suas novas funções no clube e falou da importância da união no América para a conquista de grandes objetivos na temporda 2021:

 

“Vamos prosseguir com eu estando mais presente com o grupo de jogadores e comissão técnica. Creio que isso será fundamental, pois estamos em uma temporada ímpar sendo um dos dois clubes mineiros na Série A, com boas possibilidades de trazer o investimento para a transformação em clube-empresa. Digo que nesta hora, não se pode ter omissão. Portanto, o coração falou mais alto mais uma vez e eu mudei um planejamento de vida para poder retornar. Estou muito feliz por trabalhar no futebol novamente, ao lado do Euler, pois ainda não tínhamos tido a oportunidade de trabalhar desta forma com esse amigo de muitos anos. Espero que tenhamos sucesso”.