98 Live - Logo
  1. News
  2. Esporte
  3. América vence Avaí, mas vê título escapar no final

América vence Avaí, mas vê título escapar no final

Coelho faz o dever de casa, mas vê a Chapecoense ampliar o placar nos acréscimos e ficar com a taça.

Por Guilherme Souza - Esporte29/01/2021
  • whatsapp
  • facebook
  • twitter

Foto: Mourão Panda/América


O América viu o sonho do tricampeonato acabar nos minutos finais. O Coelhão fez sua parte, venceu o Avaí por 2x1, jogando no Independência. Os gols do Coelho foram marcados por Rodolfo e Ademir, na primeira etapa, enquanto Getúlio diminuiu no segundo tempo.

Com o resultado, o time alviverde chegou a 73 pontos, a mesma pontuação da Chapecoense, e estava sendo campeão até os minutos finais, quando a Chapecoense, que vencia o Confiança por 2x1, na Arena Condá, teve um pênalti a seu favor. Anselmo Ramon cobrou de cavadinha, ampliou o marcador e fez com que o time catarinense ultrapassasse o América no saldo de gols, já que as duas equipes também empataram no número de vitórias – vinte para cada lado.

INÍCIO DRAMÁTICO

O início da partida ganhou contornos de dramaticidade. Logo aos sete minutos, enquanto a Chapecoense inaugurava o marcador diante do Confiança, na Arena Condá, o Avaí tinha um pênalti a seu favor no Independência. No entanto, o América contava com o retorno de Matheus Cavichioli, que saltou firme no canto esquerdo e fez a defesa na cobrança do zagueiro Alemão. Na sequência, o América chegou ao seu primeiro gol. Felipe Azevedo foi lançado no ataque, ganhou a disputa, e a bola acabou sobrando para Alê, que ajeitou para Rodolfo, que acertou um belíssimo chute para fazer o primeiro gol americano.

Em seguida, Juninho perdeu uma excelente oportunidade, cara a cara com o goleiro Glédson, que realizou uma ótima intervenção. Mas o segundo gol americano não demoraria a pintar. O Ademir recebeu a bola pelo lado direito, conduziu pelo meio e arriscou no cantinho para ampliar.

 Com o resultado confortável, o América se soltou na partida e passou a ser o senhor do jogo no primeiro tempo.

O Avaí, por sua vez, tentava assustar em contra-ataques. Aos trinta e oito minutos, após boa troca de passes, Renato chutou no cantinho e obrigou Cavichioli a se esticar para defender.

A resposta veio com Rodolfo, que recebeu passe de cabeça de Alê. O camisa 9 chutou forte, mas foi travado pela defesa.

 

BANHO DE ÁGUA FRIA NO SEGUNDO TEMPO

O América iniciou a segunda etapa da mesma forma que terminou a primeira, atacando. Aos seis minutos, após grande jogada de Ademir, Rodolfo cabeceou, exigindo ótima defesa de Glédson.

Mas aos dezesseis, o América levou um pequeno susto na partida. Iury fez uma grande jogada e cruzou para Getúlio, que subiu mais que todo mundo para diminuir o prejuízo catarinense.

Depois do gol do adversário, o América passou a administrar a vantagem e foi conservador. O grande e duro golpe veio nos instantes finais, quando a Chapecoense ampliou o marcador e tirou o títulos das mãos do América.