98 Live - Logo
  1. News
  2. Esporte
  3. Atlético empata com o América e conquista o Campeonato Mineiro

Atlético empata com o América e conquista o Campeonato Mineiro

Galo e Coelho ficaram no 0x0 e o alvinegro sangrou-se Bicampeão estadual.

Por Guilherme Souza - Esporte22/05/2021
  • whatsapp
  • facebook
  • twitter

Foto: Agência Mineirão


Atlético e América se enfrentaram na tarde deste sábado, no Mineirão, na decisão do Campeonato Mineiro de 2021.

O Galo ficou no 0x0 com o Coelho pela segunda vez e conquistou o Campeonato Mineiro pela quadragésima sexta vez, sendo o segundo título consecutivo.

O próximo compromisso do Atlético será na próxima terça-feira, às 21h30, diante do Deportivo La Guaira, no Mineirão, pela sexta rodada do Grupo H, na Copa Libertadores. O América, por sua vez, enfrentará o Athletico/PR, no próximo domingo (30), às 16h, na Arena da Baixada, em Curitiba, na primeira rodada do Campeonato Brasileiro da Série A.

 

ATLÉTICO COM FORÇA MAXIMA E SURPRESA DE LISCA

Ao contrário da primeira partida da final, o técnico Cuca escalou força máxima no Mineirão. Lisca, por sua vez, promoveu a entrada de Bruno Nazário na vaga de Ademir.

 

PRIMEIRO TEMPO MOVIMENTADO

A primeira etapa da final começou totalmente acelerada. As duas equipes buscando o gol o tempo todo.

O Coelho foi quem assustou primeiro. Felipe Azevedo cruzou pela esquerda, Ademir desviou de cabeça e ela sobrou para Rodolfo, que desviou pra fora, com muito perigo.

Depois dos quinze minutos, o Atlético entrou efetivamente na partida e passou a dominar o meio-campo. Aos dezessete, Savarino entrou Igor Rabello na área, como um centroavante – o zagueiro desviou e Cavichiolli operou um milagre.

Aos trinta e quatro, foi a vez de Nacho assustar a meta americana. Hulk ganhou da zaga e rolou para Nacho, que dentro da área, tocou no cantinho, mas o goleirão americano fez mais uma defesaça.

Aos quarenta e quatro, Nacho pegou de primeira da entrada da grande área e mirou o ângulo de Matheus Cavichioli. A bola passou muito perto do travessão e se perdeu pela linha de fundo. 

 

SEGUNDO TEMPO NERVOSO

O América teve a bola do jogo logo no início do segundo tempo. Aos três minutos, Felipe Azevedo foi lançado na área e disputou com Igor Rabello. O atacante americano caiu e Felipe Fernandes Lima assinalou pênalti. Na cobrança, Rodolfo soltou a bomba no meio do gol e a bola explodiu no travessão.

A resposta alvinegra veio aos quinze minutos. Nacho cobrou escanteio no primeiro pau, e Igor Rabello desviou pra fora, com bastante perigo.

Durante boa parte da segunda etapa, as duas equipes e ambos os treinadores reclamaram bastante da arbitragem. A partida perdeu o brilho da primeira etapa e passou a ser disputada na força física.

Depois dos trinta minutos, os ânimos ficaram exaltados e a partida foi paralisada por diversas vezes.

No finalzinho, aos cinquenta e um, após levantamento na área pelo lado direito, o América reclamou de um pênalti de Igor Rabello em Eduardo Bauermann.