98 Live - Logo
  1. News
  2. Esporte
  3. Atlético empata com o Grêmio e perde a chance de se aproximar dos líderes

Atlético empata com o Grêmio e perde a chance de se aproximar dos líderes

O Atlético empatou com o Grêmio, na Arena do Grêmio, por 1 a 1, valendo pela 31ª rodada do Campeonato Brasileiro.

Por Vinícius Silveira - Esporte20/01/2021
  • whatsapp
  • facebook
  • twitter

O Atlético empatou com o Grêmio, na Arena do Grêmio, por 1 a 1, valendo pela 31ª rodada do Campeonato Brasileiro. O gol atleticano foi anotado por Hyoran, cobrando pênalti no primeiro tempo. Na etapa final, Everton empatou para o tricolor.

Com o resultado, o Atlético se manteve em terceiro lugar, com 54, e perdeu a chance de chegar a vice-liderança. O Grêmio segue em sexto lugar, com 51 pontos.

Na próxima rodada, o Atlético receberá o Vasco da Gama, sábado, às 21 horas, em São Januário.

ATLÉTICO DESCOBRE ESPAÇOS NOS CONTRA-ATAQUES

Antes de a partida começar, o técnico Jorge Sampaoli surpreendeu escalando três zagueiros, quando se esperava que ele fosse manter a mesma formação da partida contra o Atlético-GO.

Nos primeiros minutos, Grêmio e Atlético pouco atacaram e ficaram se estudando, mas aos poucos os dois times começaram a se soltar e criar possibilidades de gol. O time gaúcho buscava encontrar espaços nas costas de Guga e Guilherme Arana, mas a marcação era bem feita.

O Galo foi achando os espaços no lado esquerdo, com Keno e Guilherme Arana, além do apoio de Junior Alonso. No entanto, foi nos contra-ataques que o Atlético mais perigo.

Aos 28 minutos, Guilherme Arana sofreu pênalti após receber passe de calcanhar de Vargas e ser tocado pelo adversário. Na cobrança, Hyoran bateu no canto esquerdo, com Vanderlei pulando no mesmo lado, mas sem dar chances de defesa.

Ofensivamente, o Atlético seguia melhor e nos contra-ataques encontrava boas chances com Savarino e Keno, mas faltava precisão nos arremates.

GALO NÃO APROVEITA OS CONTRA-ATAQUES E LEVA O EMPATE

No segundo tempo, o enredo foi praticamente o mesmo. O Grêmio buscava o ataque, sempre pelos lados do campo, e o Atlético tinha o contra-ataque a disposição, sempre com Keno.

Pelo lado esquerdo do ataque, Keno era a melhor opção para os contra-ataques. Com ele, as jogadas eram construídas, mas faltava a definição no arremate a gol.

O Grêmio corria atrás do resultado, pois a derrota era um péssimo resultado para as pretensões gremistas em buscar o título brasileiro ou uma vaga direta na Libertadores.

Após tanta pressão e erros sequentes do Galo no ataque, o Grêmio conseguiu o empate aos 39 minutos. Ferreira criou a jogada, a bola passou por Diego Souza e na sobra, Everton chutou com força no canto.

Nos minutos finais, o jogo ficou aberto e com boas chances de gols para os dois lados, mas as finalizações não entravam na rede.