98 Live - Logo
  1. News
  2. Esporte
  3. Atlético goleia o Cerro Porteño-PAR e é líder do Grupo H da Libertadores

Atlético goleia o Cerro Porteño-PAR e é líder do Grupo H da Libertadores

Com o resultado, o Atlético se isolou na liderança do Grupo H, com sete pontos, três a mais que o Cerro Porteño. Os gols do Galo foram anotados por Hulk, duas vezes no primeiro tempo, Savarino e Vargas fecharam o placar na etapa final.

Por Vinícius Silveira - Esporte04/05/2021
  • whatsapp
  • facebook
  • twitter

Foto: Conmebol

O Atlético venceu o Cerro Porteño-PAR, por 4 a 0, no Mineirão, valendo pela terceira rodada do Grupo H, da Copa Libertadores da América. Os gols do Galo foram anotados por Hulk, duas vezes no primeiro tempo, Savarino e Vargas, na etapa final.

Com o resultado, o Atlético se isolou na liderança do Grupo H, com sete pontos, três a mais que o Cerro Porteño. Na próxima rodada, o Galo volta a encarar o América de Cali, no Estádio Alfonso Lopez, em Bucaramanga, na Colômbia.

Antes, o Atlético tem a segunda partida da semifinal do Campeonato Mineiro. O Galo receberá o Tombense, sábado (8), às 16h30, no Mineirão. O alvinegro venceu o primeiro jogo por 3 a 0.

HULK SEGUE A CAMINHADA COMO ARTILHEIRO DO TIME

Na formação inicial, o técnico Cuca colocou o lateral-direito Guga no time titular, sacando Mariano, e promoveu Allan no meio-campo no lugar de Zaracho, lesionado na partida contra o América de Cali.

No primeiro tempo, o Atlético mostrou muita qualidade em todos os setores. Na defesa, o entrosamento entre Igor Rabello e Junior Alonso foi nítido. No meio-campo, Tchê Tchê mostrou qualidades. No ataque, Savarino se destacou na ponta-direita, e Hulk provou que atuando como centroavante poderia render muito melhor ao time.

O Atlético mostrou movimentação entre os jogadores, a posse de bola sempre buscando o gol, e ele não demorou a acontecer. Aos nove minutos, a zaga do Cerro Porteño deu um presente para Savarino, que dominou, e passou a Hulk, que ajeitou e chutou com a perna direita, sem chances para Jean.

Atrás no marcador, o Cerro Porteño tentou melhorar na partida, avançando as linhas, mas faltava qualidade na construção das jogadas. O goleiro Everson foi mero espectador do primeiro tempo, pois não precisou fazer nenhuma grande defesa.

Por outro lado, o Atlético seguia criando oportunidades para fazer o segundo gol, mas faltava qualidade na armação das jogadas. O último passe era um problema que durou todo o primeiro tempo. Contudo, nos minutos finais, veio o segundo gol.

Aos 45 minutos, Tchê Tchê fez ótimo lançamento para Savarino, que entrou na área e cruzou. Jean saiu do gol para tentar a defesa, mas não conseguiu, e Hulk só precisou cabecear para as redes. Foi o quinto gol do atacante em três partidas.

SAVARINO E VARGAS FECHAM A GOLEADA

Na etapa final, o Atlético quase emplacou o terceiro gol logo no primeiro minuto. Nacho Fernández cruzou na grande área, e Savarino finalizou de voleio para grande defesa de Jean. Na sobra, Tchê Tchê chutou forte, mas a bola foi no travessão.

No decorrer do segundo tempo, o Atlético foi soberano em quase todos os momentos. A única chance do Cerro Porteño aconteceu após confusão na zaga do Galo. Mateus Gonçalves cruzou, a bola rebateu em Igor Rabello, e o atacante Morales cabeceou contra o gol. Everson já estava batido e quem salvou foi Junior Alonso, quase em cima da linha.

Quando o Cerro Porteño começava a incomodar, veio o terceiro gol do Atlético. Tchê Tchê deu um belo passe para Savarino. O venezuelano recebeu em posição legal e chutou cruzado, no canto direito de Jean. 

O Atlético seguiu o jogo atuando com tranquilidade e criando oportunidades para fazer o quarto gol. Perdeu chances com Keno e Vargas, porém, o gol para fechar a goleada está desenhado. Nos acréscimos, Guilherme Arana fez um cruzamento preciso na cabeça de Vargas, que cabeceou no canto direito de Jean.