98 Live - Logo
  1. News
  2. Esporte
  3. Atlético realiza Galo Business Day e revela dívida superior a R$ 1,2 bilhão

Atlético realiza Galo Business Day e revela dívida superior a R$ 1,2 bilhão

Nesta sexta-feira (23), o Atlético realizou o Galo Business Day. De acordo com o clube, a dívida atual do clube é de R$ 1,209 bilhão, valor bem superior aos R$ 747 milhões revelados no balanço financeiro de 2019.

Por Vinícius Silveira - Esporte23/04/2021
  • whatsapp
  • facebook
  • twitter

Nesta sexta-feira (23), o Atlético realizou o Galo Business Day, um evento criado para a apresentação da parte financeira do clube e outras questões ligadas ao administrativo e do futebol alvinegro. Estiveram presentes o presidente Sérgio Coelho, o vice-presidente José Murilo Procópio e o presidente do Conselho Deliberativo, Castellar Guimarães Filho. Estiveram presentes três membros do chamado órgão colegiado: Rafael Menin, que comentou sobre as disposições colocadas na apresentação, Renato Salvador e Ricardo Guimarães. 

Entre os muitos assuntos levantados, destaca-se que a dívida atual do Atlético é de R$ 1,209 bilhão, valor muito superior aos R$ 747 milhões revelados no balanço do clube de 2019. A explicação para tamanho crescimento é que em 2020, o alvinegro teve um déficit de caixa de R$ 209 milhões e gastou no investimento em contratação de jogadores a soma de R$ 253 milhões. 

Ao especificar a porcentagem das dívidas do clube, 43% são representados por dívidas antigas, débitos na FIFA e dívidas bancárias, que somam R$ 480 milhões. Outros 22% são débitos com o Profut e 36% são dívidas de longo prazo. Em 2021, o clube já pagou R$ 17 milhões referentes a dívidas na FIFA. 

Apesar do crescimento da dívida, o clube encerrou 2020 com 19 milhões de reais positivos. No balanço de 2019, o Atlético havia encerrado com um déficit de R$ 5 milhões. Se o clube gastou R$ 253 milhões em contratações, houve uma valorização dos atletas do elenco, que chega a R$ 630 milhões. 

Embora o Atlético tenha uma dívida superior a R$ 1 bilhão, foi destacado que o clube tem um patrimônio superior, que chega a R$ 1,3 bilhão de patrimônio contábil. De acordo com o planejamento apresentado, a ideia de gestão passa seguintes objetivos:

- R$ 200 milhões de teto salarial

- R$ 50 milhões na compra de jogadores

- R$ 120 milhões de arrecadação na venda de jogadores

- 33% de jogadores formados no clube servindo aos profissionais. 

Com este teto de gastos, a projeção da atual diretoria do clube é que até 2026, a dívida caia para R$ 341 milhões. 

Também foi revelado que o Atlético deve ao ex-presidente do clube, hoje membro do órgão colegiado, Ricardo Guimarães, a soma de R$ 105 milhões. Se não houvesse uma repactuação da dívida, este valor subiria para R$ 250 milhões. 

O Galo Business Day será um evento anual realizado pelo Atlético para expor os balanços financeiros do clube. Na próxima semana, o Conselho Deliberativo votará o balanço financeiro de 2020.