98 Live - Logo
  1. News
  2. Esporte
  3. Atlético vira sobre o Corinthians e volta a ser líder do Brasileirão

Atlético vira sobre o Corinthians e volta a ser líder do Brasileirão

Os gols do Atlético foram marcados no segundo tempo por Guilherme Arana e Marrony. O Atlético retomou a liderança com 38 pontos e pode se isolar caso vença o Athletico-PR

Por Vinícius Silveira - Esporte14/11/2020
  • whatsapp
  • facebook
  • twitter

Foto: Pedro Souza/Atlético

O Atlético venceu o Corinthians, por 2 a 1, na Neo Química Arena, em São Paulo. O gol corintiano foi marcado pelo atacante Matheus Davó, aos sete minutos do primeiro tempo. Na etapa final, Guilherme Arana fez valer a lei do ex e empatou. Marrony virou o jogo.

Com o resultado, o Atlético retomou a liderança do Brasileirão, com 38 pontos, ultrapassando Internacional e São Paulo. Mesmo o Flamengo vencendo seu jogo, o Galo não perderá a ponta da tabela na rodada.

Na próxima quarta-feira, o Atlético pode se isolar na liderança do Brasileirão caso vença o Athletico-PR, em jogo adiado da sexta rodada. A partida será quarta-feira (18), no Mineirão, às 19 horas. 

ÁRBITRO NÃO MARCA PÊNALTI PARA O ATLÉTICO

Como é costumeiro, o primeiro tempo começou com o Atlético sufocando o Corinthians, colocando todos os jogadores no campo ofensivo para tentar abrir o placar.

Aos quatro minutos, o árbitro Rodrigo Dalonso Ferreira, de Santa Catarina, não marcou um pênalti em cima de Vargas, após o atacante chileno ter sido segurado dentro da grande área pelo zagueiro Gil. Houve a revisão do Árbitro de Vídeo, Patrice Correia Maia, do Rio de Janeiro, e o juiz deixou o jogo seguir.

No minuto seguinte, o Corinthians abriu o placar. Luan fez o lançamento na grande área. Ramiro recebeu o passe e cruzou para Matheus Davó abrir o placar.

No decorrer do primeiro tempo, o panorama foi um só: Atlético tendo maior posse de bola, superior a 60%, mas sendo pouco produtivo, sem exigir do goleiro Cássio uma grande defesa. No posicionamento atleticano, Allan fez a função de lateral-esquerdo e Guilherme Arana atuou como meia pela esquerda, mas a estratégia não teve efeito algum.

Por outro lado, o Corinthians plantou-se na defesa, fazendo marcação mais forte, reduzindo os espaços, principalmente, na construção das jogadas atleticanas e esperando um erro de saída de bola do Atlético. Após o gol, o Timão não exigiu nenhuma grande atuação do goleiro atleticano Everson.

GALO MELHORA NO SEGUNDO TEMPO E VIRA O JOGO

Na etapa final, o Atlético manteve o domínio na posse de bola, mas traduziu a superioridade em chances claras de gol. Já o Corinthians se segurou na defesa, mas não conseguiu fazer a mesma marcação que realizou no primeiro tempo.

No ataque, Keno passou a jogar na direita e Vargas trabalhou do lado esquerdo. A mudança teve efeito na criação das jogadas, que passaram a ser bem mais trabalhadas.

O domínio atleticano teve resultado aos 15 minutos. Vargas pegou a sobra na entrada da área e deu um belo passe de calcanhar para Guilherme Arana. O ex-corintiano entrou na área e bateu cruzado para empatar o jogo.

O empate atleticano aumentou a força do Galo em campo, que passou a ser cada vez mais intenso em campo. As entradas de Marrony e Nathan melhoraram o Atlético ainda mais, tanto que o gol atleticano era uma questão de tempo. Vargas e Nathan ainda tiveram boas chances, mas ficaram no quase.

Aos 37 minutos veio o gol da vitória atleticana. Keno recebeu na direita e cruzou na medida para Marrony fechar e finalizar com qualidade nas redes de Cássio, que não teve qualquer reação.

O Corinthians saiu da defesa e partiu para o ataque, mas parou na boa marcação do Atlético, que conseguiu conter a pressão corintiana até o final da partida. 

Nós usamos cookies e outras tecnologias semelhantes para melhorar a sua experiência em nossos serviços, personalizar publicidade e recomendar conteúdo de seu interesse. Ao utilizar nossos serviços, você concorda com tal monitoramento. Informamos ainda que atualizamos nossa Política de Privacidade.