98 Live - Logo
  1. News
  2. Esporte
  3. Com apagão no início, Atlético é derrotado pelo Internacional ​

Com apagão no início, Atlético é derrotado pelo Internacional ​

Com um gol no início da partida, o Internacional venceu o Atlético por 1x0 no Estádio Beira-Rio, em Porto Alegre.

Por Guilherme Souza - Esporte22/08/2020
  • whatsapp
  • facebook
  • twitter

Foto: Atlético

Internacional e Atlético entraram em campo na noite deste sábado (22), no Estádio Beira-Rio, em Porto Alegre, no duelo pela liderança do Campeonato Brasileiro 2020. A partida é válida pela quinta rodada da competição. Com um gol logo no início da partida, marcado por Thiago Galhardo, aos oito minutos da primeira etapa, o Colorado bateu o Galo por 1x0. 

Com o resultado, o Colorado assumiu a ponta da tabela, com 12 pontos. Enquanto o Atlético segue na terceira colocação, com 9 pontos. Na próxima rodada, no sábado (29), às 16h, os gaúchos vão enfrentar o Botafogo, no Estádio Nilton Santos, no Rio de Janeiro. O Atlético, por sua vez, terá uma pausa no campeonato nacional, para jogar a final do Campeonato Mineiro. A decisão do estadual será disputada em dois jogos, que acontecerão na próxima quarta às 21h30, e no domingo, às 16h, no Mineirão. O adversário será o Tombense.


ATUAÇÃO RUIM NA PRIMEIRA ETAPA

O Atlético sofreu bastante no início da primeira etapa, sobretudo, nos primeiros vinte minutos. Com erros de passes e nas tomadas de decisões, o alvinegro bateu cabeça nas saídas de bola e possibilitou que o Internacional tomasse conta do campo de ataque. Depois, o Galo acalmou a partida e começou a tentar colocar em prática o seu jogo. No entanto, sem sucesso. O primeiro tempo foi bastante tímido, de forma geral, pelos dois lados.

MELHORA NA VOLTA DO INTERVALO

No segundo tempo, com modificações logo de cara, o time mineiro voltou com uma postura diferente. Com as entradas de Eduardo Sasha e Marquinhos, o Atlético passou a criar mais, com o estreante tabelando na entrada da área e possibilitando também ataques criados pelos lados, onde Marquinhos foi muito acionado.

A partir da metade da segunda etapa, o gol alvinegro parecia que iria sair. A equipe era mais incisiva e alugava o campo de ataque, principalmente após a entrada de Savarino pelo lado direito de ataque.

A grande chance criada foi aos 24 minutos, quando Marquinhos iniciou a jogada, cruzou e a defesa cortou. A bola sobrou e Hyoran bateu. O zagueiro colorado salvou em cima da linha, evitando empate.


INTERNACIONAL

Marcelo Lomba; Saravia, Zé Gabriel, Victor Cuesta e Moisés; Edenílson, Rodrigo Lindoso, Patrick (Rodrigo Moledo), Boschilia (D´Alessandro); Marcos Guilherme (Musto) e Thiago Galhardo (Peglow). Técnico: Eduardo Coudet


ATLÉTICO


Rafael; Réver, Junior Alonso e Igor Rabello (Alan Franco); Mariano, Jair (Eduardo Sasha), Allan, Hyoran (Bruno Silva) e Guilherme Arana; Keno (Savarino) e Marrony (Marquinhos). Técnico: Jorge Sampaoli.


Cartões amarelos: Marcos Guilherme (Internacional). Junior Alonso e Jair (Atlético).


Arbitragem: Luís Flávio de Oliveira (SP), auxiliado por Daniel Luis Marques (SP) e Evandro Melo Lima (SP). O quarto árbitro foi Lucas Guimarães Rechatiko Horn (RS). O árbitro de vídeo foi Rodrigo Guarizo Ferreira do Amaral (SP), auxiliado por Rafael Gomes Felix da Silva (SP) e Gustavo Rodrigues de Oliveira (SP).