98 Live - Logo
  1. News
  2. Esporte
  3. Com gol de Keno no final, Atlético vence o Cerro Porteño-PAR

Com gol de Keno no final, Atlético vence o Cerro Porteño-PAR

Com o resultado, o Atlético garantiu o primeiro lugar do grupo H, com 13 pontos, e agora é o melhor time da fase de grupos.

Por Vinícius Silveira - Esporte19/05/2021
  • whatsapp
  • facebook
  • twitter

Foto: Conmebol

O Atlético venceu o Cerro Porteño, por 1 a 0, em partida disputada pelo Estádio General Pablo Rojas (La Olla), em Assunção, no Paraguai. Keno marcou o gol da vitória aos 46 minutos do segundo tempo. O jogo valeu pela quinta rodada do grupo H da Copa Libertadores da América.

Com o resultado, o Atlético garantiu o primeiro lugar do grupo H, com 13 pontos, e agora é o melhor time da fase de grupos. O time paraguaio tem oito pontos e não confirmou a classificação para a próxima fase.

Pela Libertadores, o Atlético fecha a participação contra o Deportivo La Guaira-VEN, terça-feira (25), às 21h30, no Mineirão. Antes, o Galo terá o América, pela segunda partida da final do Campeonato Mineiro, sábado (22), às 16h30, também no Gigante da Pampulha.

TIME ALTERNATIVO MOSTRA POUCA QUALIDADE

Antes da partida, o técnico Cuca surpreendeu a todos com uma formação alternativa e apenas quatro jogadores considerados titulares escalados: Everson, Junior Alonso, Guilherme Arana e Tchê Tchê.

Com a bola rolando, o Atlético começou melhor e mostrou mais qualidade que o Cerro Porteño. O time paraguaio mostrava muitas dificuldades e ausência de qualidade técnica na criação das jogadas. As melhores jogadas do Cerro se resumiam ao lado direito, com Mateus Gonçalves.

O Atlético teve muitas dificuldades na criação das jogadas, principalmente na transição da defesa para o meio-campo, onde errava passes e demonstrava lentidão nas ofensivas. As principais ofensivas atleticanas surgiram pelo lado esquerdo, com Guilherme Arana, mas sem nenhuma chance clara.

Contudo, aos 43 minutos, o Atlético teve a melhor oportunidade até então. Marrony ganhou a jogada e serviu a Eduardo Sasha. Ele poderia chutar, mas preferiu servir a Vargas, livre para o arremate. Porém, o chileno ajeitou para a perna esquerda e finalizou em cima da marcação.

ATLÉTICO MARCA NO FINAL E GARANTE A VITÓRIA

Na etapa final, o Atlético mostrou a mesma dificuldade que tinha no primeiro tempo. Era melhor que o Cerro Porteño, tecnicamente e coletivamente, mas esbarrava nos erros de passe e pouca produtividade. Por sua vez, o time paraguaio demonstrava pouco repertório ofensivo, e não dava muito trabalho à defesa atleticana.

Buscando melhorar a qualidade do time, o técnico Cuca fez três alterações: Zaracho, Keno e Hulk nas vagas de Tchê Tchê, Marrony e Sasha. Mesmo com as mudanças, o Atlético ainda demonstrava pouca inspiração e muitos erros.

A melhor chance do Atlético no segundo tempo foi em um quase gol contra. No cruzamento de Dodô para Vargas, Arzamendia tentou afastar, mas mandou a bola na direção do gol, e Jean mostrou agilidade para tirar a bola e mandar para escanteio.

Porém, aos 46 minutos, veio o gol da vitória. Keno aproveitou a retomada de bola, deu lençol em Espínola, e bateu colocado para o gol. A bola desviou na defesa e cobriu Jean. É o gol da vitória do Atlético.