98 Live - Logo
  1. News
  2. Esporte
  3. Com gol no contra-ataque, Cruzeiro perde para o Avaí no Mineirão

Com gol no contra-ataque, Cruzeiro perde para o Avaí no Mineirão

Cruzeiro teve a posse de bola durante a maior parte dos 90 minutos, mas o Avaí respondeu no contra-ataque e marcou o gol da vitória no Mineirão

Por Vinícius Silveira - Esporte26/09/2020
  • whatsapp
  • facebook
  • twitter

Foto: Gustavo Aleixo/Cruzeiro

O Cruzeiro perdeu por Avaí, por 1 a 0, no Mineirão e segue sem vencer na Série B do Campeonato Brasileiro. O gol do time catarinense foi anotado por Pedro Castro, no segundo tempo.

Com o resultado, o Cruzeiro se mantém em 15º lugar, com oito pontos, mas corre risco de entrar na zona de rebaixamento caso Guarani, CSA ou Oeste vençam suas partidas neste sábado.

Próximo jogo do Cruzeiro será contra a Ponte Preta, quarta-feira (30), às 19h15, no Mineirão.

CRUZEIRO DOMINA O JOGO, MAS NÃO MARCA GOL

No primeiro tempo, o Cruzeiro teve iniciativa e partiu para cima do Avaí. O time celeste trocava passes visando abrir a defesa da equipe catarinense, mas pecava no último passe. Já o Avaí buscou se defender, segurando a esperada pressão inicial do Cruzeiro e até conseguiu. No entanto, a bola ficava muito pouco com o time catarinense, fazendo com que os cruzeirenses retomassem o controle da partida.

A melhor chance do Cruzeiro foi em bola parada. Após escanteio batido pela direita, Cacá subiu muito e tocou de cabeça. A bola tocou na grama e exigiu ótima defesa do goleiro Frigeri.

Apesar a boa chance no escanteio, com a bola rolando o Cruzeiro seguia errando muito na hora do passe certeiro para ter chance de gol. Até o final do primeiro tempo, o goleiro Fábio seguia como mero espectador da partida.

CRUZEIRO SEGUE ERRANDO MUITO E LEVA GOL NO CONTRA-ATAQUE

No começo da etapa final, a temática da partida foi a mesma do primeiro tempo: bola nos pés do Cruzeiro durante quase todo o tempo e o Avaí se segurando na defesa e com pouco interesse em atacar.

Os jogadores do Cruzeiro reclamaram penalidade máxima no atacante Arthur Caíke. Após cruzamento, o jogador celeste chegou para cabecear, mas sofreu carga faltosa de Arnaldo e chocou-se com a trave. O árbitro deu apenas tiro de meta.

O Avaí tinha a chance do contra-ataque, mas faltava qualidade nas horas em que o ataque catarinense pegava a defesa do Cruzeiro exposta. No entanto, a equipe treinada por Geninho chegou ao gol.

Aos 33 minutos, a bola sobrou na ponta-esquerda para Getúlio. Ele passou por Cacá e cruzou na segunda trave. Pedro Castro conseguiu sair da marcação de Matheus Pereira e cabeceou no canto de Fábio.

O Cruzeiro sentiu o gol e perdeu a organização em campo e só lutava, mas sem demonstrar qualidade técnica suficiente. A última boa oportunidade aconteceu aos 44 minutos com o meia Regis, que finalizou exigindo boa defesa de Frigeri.

Nós usamos cookies e outras tecnologias semelhantes para melhorar a sua experiência em nossos serviços, personalizar publicidade e recomendar conteúdo de seu interesse. Ao utilizar nossos serviços, você concorda com tal monitoramento. Informamos ainda que atualizamos nossa Política de Privacidade.