98 Live - Logo
  1. News
  2. Esporte
  3. Com ótima atuação, América derrota o Internacional no Beira-Rio

Com ótima atuação, América derrota o Internacional no Beira-Rio

O gol do América foi marcado por Rodolfo, no primeiro tempo. O resultado dá ao Coelho a vantagem do empate na partida de volta, no Independência

Por Vinícius Silveira - Esporte11/11/2020
  • whatsapp
  • facebook
  • twitter

Foto: Estevão Germano/América

Com muito boa atuação, principalmente, no primeiro tempo, o América venceu o Internacional, por 1 a 0, no Estádio Beira-Rio, e consegue boa vantagem para o segundo jogo. O gol do Coelho foi marcado por Rodolfo, na etapa inicial.

Com o resultado, o América jogará pelo empate na segunda partida das quartas de final da Copa do Brasil. O jogo será na quarta-feira (18), às 21h30, no Independência.

Quem se classificar para a semifinal, vai enfrentar o vencedor de Palmeiras e Ceará. No primeiro jogo, o alviverde venceu o time cearense por 3 a 0 e está perto de levar a vaga.

AMÉRICA JOGA MUITA BOLA NO PRIMEIRO TEMPO

No primeiro tempo, o jogo começou com o América mostrando muita intensidade e efetividade em campo. O time americano se movimentava ofensivamente e a jogada pela direita com Ademir e Diego Ferreira era muito utilizada.

Quando tinha a bola no pé, o Internacional não conseguia trabalhar as jogadas no campo. A marcação do América era implacável e dava poucos espaços ao colorado que produziu muito pouco. O lado esquerdo do ataque era o mais utilizado pelo Inter.

O América abriu o placar aos 12 minutos. Geovane dominou pela direita e passou para Diego Ferreira. O lateral-direito cruzou na medida para Rodolfo cabecear no canto esquerdo de Marcelo Lomba. A bola ainda tocou na trave antes de entrar.

Após o gol do América, o Internacional teve apenas uma boa chance, que foi na cabeçada de Abel Hernandez após escanteio cobrado pela esquerda.

Para piorar, o Internacional perdeu Patrick, lesionado. Peglow entrou no lugar, o time gaúcho perdeu muito sem o jogador titular. O América demonstrava ser um time solidário, onde todos ajudavam na marcação e tinha inteligência para sair nos contra-ataques sempre com perigo. Apesar da superior durante toda a etapa inicial, o placar ficou no 1 a 0.

INTERNACIONAL TEM MAIS POSSE DE BOLA, MAS AGRIDE POUCO

Na etapa final, o América começou com a mesma intensidade e chegou a ter uma ótima chance. Após saída errada, Zé Ricardo lançou para Ademir, que finalizou. A bola sobrou para Rodolfo, que tocou de cabeça. Zé Gabriel salvou a bola em cima da linha.

Com o passar do tempo, o Internacional passou a ter mais posse de bola, tinha a iniciativa de criar as jogadas, mas errava no último passe. Quando tinha a chance de finalizar, arrematava muito mal.

Abel Braga, estreante da noite no comando do Internacional, apostou na ofensividade e colocou D’alessandro e Nonato, tirando Peglow e Heitor, mas os erros de passe persistiam.

Na reta final da partida, a defesa do America era superior, destaque para Zé Ricardo e Juninho. O Internacional alternava em muitos passes, mas sem agredir ou achar espaços.

A grande chance do Internacional aconteceu aos 44 minutos. Thiago Galhardo, artilheiro do Campeonato Brasileiro, ganhou da marcação, bateu colocado no canto direito, e a bola passou muito perto da trave. 

Nós usamos cookies e outras tecnologias semelhantes para melhorar a sua experiência em nossos serviços, personalizar publicidade e recomendar conteúdo de seu interesse. Ao utilizar nossos serviços, você concorda com tal monitoramento. Informamos ainda que atualizamos nossa Política de Privacidade.