98 Live - Logo
  1. News
  2. Esporte
  3. Cruzeiro joga bem, vence a Ponte e deixa o Z-4

Cruzeiro joga bem, vence a Ponte e deixa o Z-4

Com boa atuação e uma postura ofensiva, o Cruzeiro venceu a Ponte Preta por 3x0. Filipe Machado, Arthur Caíke e Manoel fizeram os gols.

Por Guilherme Souza - Esporte30/09/2020
  • whatsapp
  • facebook
  • twitter

Foto: Bruno Haddad/Cruzeiro

Cruzeiro e Ponte Preta entraram em campo na noite desta quarta-feira (30), no Mineirão, em partida válida pela décima segunda rodada do Campeonato Brasileiro Série B.

A Raposa venceu por 3x0, com gols DE Filipe Machado, em uma bela cobrança de falta, Arthur Caíke e Manoel.

Com o resultado positivo, o time celeste deixou a zona de rebaixamento e subiu para a décima quinta colocação, com 11 pontos. A próxima partida será no sábado, às 22h, diante do Cuiabá, na Arena Pantanal.

PRIMEIRO TEMPO AVASSALADOR

Na primeira etapa, o Cruzeiro foi um time completamente diferente de jogos anteriores e já dava mostras que faria sua melhor exibição até aqui. Com linhas avançadas e com um time ofensivo, sufocando o adversário desde a saída de bola, o Cruzeiro não deu chances para a Ponte Preta.

Aos 13 minutos, o Cruzeiro transformou a pressão em resultado. O volante Filipe Machado cobrou falta com maestria e colocou no ângulo direito de Ivan, marcando um belo gol e inaugurando o marcador.

Após o gol, os donos da casa seguiram mandando na partida e ditando o ritmo. Aos 25 minutos, após grande jogada de Airton, que foi à linha de fundo e cruzou, Sassá acabou cabeceando errado e desperdiçando uma grande chance de ampliar.

Aos 30 minutos, a pressão que seguia forte, novamente resultou em gol. O lateral Matheus Pereira avançou com tranquilidade, invadiu a grande área e rolou para Arthur Caíke ampliar o placar.

E poderia ter sido mais no primeiro tempo! Aos 34 minutos, Sassá perdeu uma chance incrível de frente para o gol. O goleiro Ivan acabou fazendo uma belíssima defesa com os pés e evitando o que seria o terceiro gol.

Os pontas de Ney Franco seguiram contundentes e aos 38 minutos, Airton acabou acertando uma cabeçada na trave.    

SEGUNDO TEMPO COM DOMÍNIO PREDOMINANTE

Na segunda etapa, a tônica não foi diferente. O Cruzeiro continuou soberano e pressionando o adversário, mas, com cautela na parte defensiva.

E com as entradas de Maurício e Caio Rosa, o Cruzeiro ganhou gás e passou a incomodar bastante a meta do goleiro Ivan, que realizou intervenções importantes, evitando um placar maior.

A trave também foi uma amiga fiel da Ponte Preta, evitando o gol de Sassá, que tirou caprichosamente do goleiro.

Mas faltava o gol do merecimento! Manoel, o melhor em campo, subiu mais que todo mundo após cruzamento de Régis e fechou a conta, fazendo o terceiro gol.

DESFALQUE PARA A PRÓXIMA PARTIDA

O atacante Airton recebeu o terceiro cartão amarelo e não enfrentará o Cuiabá, sábado, às 22h, na Arena Pantanal.