Carregando...

Esporte

Cruzeiro sofre gol nos acréscimos e empata com o Avaí na Ressacada

A Raposa vencia a partida até os quarenta e oito minutos da segunda etapa. Com o resultado, o time chega a 40 pontos e ocupa a nona colocação.

Por Guilherme Souza

Foto: Gustavo Aleixo/Cruzeiro


O Cruzeiro mediu forças com o Avaí na noite desta sexta-feira (18), na Ressacada, em Florianópolis, em partida válida pela trigésima rodada do Campeonato Brasileiro da Série B. A Raposa ficou no 1x1 com a equipe catarinense. O volante Filipe Machado abriu o placar na primeira etapa, mas Valdívia empatou no fim da partida.

Com o resultado, o Cruzeiro subiu para a nona colocação, com 40 pontos. O Avaí, por sua vez, é o sétimo, com 44 pontos. 

O time celeste volta a campo na próxima terça-feira (22), às 21h30, diante da Ponte Preta, no Estádio Moisés Lucarelli, em Campinas. O Avaí enfrentará o rival Figueirense, no sábado (26), às 16h, no Estádio Orlando Scarpelli, em Florianópolis.


PRIMEIRO TEMPO


A Avaí ensaiou uma pressão nos minutos iniciais de partida. Durante o início da partida, o time catarinense ensaiou diversas jogadas pelos lados, ocupando o campo de ataque neste período.

No entanto, a única chegada com perigo do Avaí foi aos treze minutos, quando Valdívia se livrou da marcação e bateu para o gol, parando em Fábio, que realizou uma defesa segura. 

A partir dos primeiros quinze minutos, o Cruzeiro imprimiu um ritmo maior e assumiu as rédeas da partida. Com jogadas centralizadas e acionando o lado esquerdo onde estava Patrick Brey, a Raposa apostava no tradicional chuveirinho, procurando Rafael Sóbis e William Pottker.

O Avaí voltou a incomodar aos trinta e cinco minutos, quando Getúlio arriscou da entrada da área e Fábio defendeu em dois tempos.

Minutos depois, a superioridade do Cruzeiro na primeira etapa foi premiada. William Pottker levantou a bola na área e Filipe Machado apareceu como elemento surpresa, cabeceando firme para colocar a equipe celeste em vantagem no marcador.  



SEGUNDO TEMPO


No segundo tempo, o Cruzeiro voltou com uma postura diferente da adotada na primeira etapa. O time, que pouco sofreu na primeira parte do jogo, passou a ceder espaços ao time catarinense, que cresceu na partida.

O Avaí passou a ficar mais com a bola, enquanto o Cruzeiro esperava erros do adversário para emplacar contra-ataques.

O jogo esquentou depois dos vinte e cinco minutos. Pedro Castro arriscou, a bola resvalou na defesa e sobrou para Valdívia, que chutou por cima.

Aos trinta e dois, Fábio foi fundamental para que o Avaí não mexesse no placar. Novamente Pedro Castro arriscou de fora da área e o goleiro celeste fez uma defesaça no canto.

Após a melhora dos mandantes, o Cruzeiro passou a adotar uma postura defensiva e cautelosa, se fechando por completo.

Diante disso, o Leão da Ilha se lançou ao ataque a foi para o tudo ou nada. No entanto, o time da casa pecava bastante nas finalizações.

Aos quarenta e quatro minutos, Marcelo Moreno, que saiu do banco de reservas, desperdiçou uma boa oportunidade de matar a partida. Ele arriscou cruzado e Lucas Frigeri espalmou.

O castigo viria quatro minutos depois. O lateral Edílson recuperou uma bola quase perdida e conseguiu cruzar para dentro da área, onde estava Valdívia, que testou firme para empatar e definir o placar final.    


DESFALQUES PARA A PARTIDA COM A PONTE PRETA

O goleiro Fábio e o atacante Rafael Sóbis receberam o terceiro cartão amarelo e estão suspensos para a próxima rodada.


Enquete

Carregando...

Colunistas

Carregando...

Podcasts

Carregando...

Saiba mais