98 Live - Logo
  1. News
  2. Esporte
  3. Cruzeiro vence Operário-PR e garante permanência na Série B

Cruzeiro vence Operário-PR e garante permanência na Série B

Com o resultado, o Cruzeiro chegou aos 47 pontos e zerou qualquer chance de descenso para a Série C.

Por Vinícius Silveira - Esporte21/01/2021
  • whatsapp
  • facebook
  • twitter

O Cruzeiro voltou a vencer na Série B do Brasileirão. O time celeste derrotou o Operário-PR, por 2 a 1, no Independência. Os gols foram anotados por Rafael Sobis e William Pottker para os cruzeirenses. Ricardo Bueno descontou para os paranaenses.

Com o resultado, o Cruzeiro chegou aos 47 pontos e zerou qualquer chance de descenso para a Série C. Já o Operário reduziu as possibilidades de brigar pelo acesso à primeira divisão.

O Cruzeiro voltará a jogar no domingo (24), às 16 horas, contra o Náutico, no Independência.

CRUZEIRO COMEÇA BEM, MAS OPERARIO BUSCA AS FINALIZAÇÕES

No primeiro tempo, o Cruzeiro tentou imprimir o ritmo de jogo, mas não teve sucesso nas investidas e assistiu ao Operário ganhar campo e buscar as finalizações.

O time paranaense chutava de fora da área e sempre com grande perigo. Em jogadas trabalhadas, o Operário parava na boa postura de Manoel e Ramon na zaga celeste. Ofensivamente, o Cruzeiro pouco criava e também não finalizava de média distância.

O gol celeste só poderia sair de forma improvável, e foi isso aconteceu. Aos 31 minutos, Manoel afastou uma bola de cabeça e achou Rafael Sobis, em posição legal no ataque. O camisa 23 saiu frente a Martín Rodriguez, deu um lençol no goleiro e finalizou para as redes.

O gol celeste foi uma ducha de água gelada no Operário. O time paranaense deixou de finalizar como antes e se contentou em segurar o resultado para a etapa final.

OPERÁRIO EMPATA, MAS CRUZEIRO GARANTE OS TRÊS PONTOS

Na etapa final, o Cruzeiro voltou melhor e comandou boa parte do segundo tempo. William Pottker chegou a assustar em uma finalização. No entanto, quem balançou as redes foi o Operário. Ricardo Bueno pegou a bola da intermediária e deu um belo chute rasteiro, com a bola entrando no canto direito de Fábio.

O empate não caiu bem para o Cruzeiro, que chegou a sofrer a virada no placar com Pedro Ken, mas o meia cometeu falta em Filipe Machado. No decorrer do jogo, o Operário era melhor, buscava mais o jogo e finalizava mais, mas faltava capricho no arremate.

Já o Cruzeiro soube ser assertivo e conseguiu o segundo gol. Novamente Manoel participou do começo da jogada, lançando William Pottker, que colocou a bola na frente e finalizou na saída de Martín Rodriguez.

O Cruzeiro teve chances e espaços para fazer o terceiro gol e fechar o jogo. Uma das oportunidades foi perdida por Welinton, quase embaixo da trave. Nervoso, o Operário apostou em chutes de longe, mas sem acertar as redes.

No final, jogadores e comissão técnica do Operário partiram para cima do árbitro indignados com o resultado e as marcações do juiz, mas o resultado estava selado.