98 Live - Logo
  1. News
  2. Esporte
  3. Em noite dos goleiros, Cruzeiro e Juventude passam em branco no Mineirão

Em noite dos goleiros, Cruzeiro e Juventude passam em branco no Mineirão

Fábio defende pênalti e Cruzeiro não sai do 0x0 com o Juventude no Mineirão.

Por Guilherme Souza - Esporte16/10/2020
  • whatsapp
  • facebook
  • twitter

Foto: Gustavo Aleixo/Cruzeiro

Cruzeiro e Juventude entraram em campo na noite desta sexta-feira, no Mineirão, em partida válida pela décima sexta rodada do Campeonato Brasileiro Série B. Em uma noite iluminada dos goleiros, o placar ficou em branco.

Com o resultado, a Raposa segue em 19º, agora com 13 pontos. O Juventude se manteve em 5º, com 24 pontos.

O próximo jogo do Cruzeiro será na próxima terça (20), diante do Operário, às 21h30, em Ponta Grossa/PR. O Juventude, por sua vez, enfrentará o Avaí, também na terça, às 19h15, em Caxias do Sul.

PRIMEIRO TEMPO MORNO

O primeiro tempo parecia que seria movimentado pelo seu início. As equipes buscavam ataques pelos lados e buscavam cruzamentos aéreos mirando seus centroavantes. 

Aos seis minutos, o árbitro marcou pênalti para o Juventude, após toque de mão de Rafael Luiz na área. O experiente Renato Cajá foi para a cobrança, mas Fábio, em uma belíssima defesa, evitou que a equipe gaúcha tirasse o primeiro zero do placar. Foi o 31º pênalti defendido por Fábio com a camisa estrelada. 

No decorrer da primeira etapa, o jogo ficou morno e sem contundência por parte das duas equipes, com pouquíssima inspiração.

CRUZEIRO MELHOR NA SEGUNDA ETAPA

O Cruzeiro mudou a postura e melhorou consideravelmente na segunda etapa, com mais ousadia, buscando o ataque e empurrando o adversário para o seu campo.

Aos oito minutos, Regis chutou forte dentro da área, a bola desviou na zaga e passou pelo goleiro, mas Eltinho salvou quase em cima da linha. 

Aos quatorze minutos, a grande chance do Cruzeiro no jogo! Regis recebeu na entrada da área, deu um chapéu e finalizou de primeira, mandando por cima. Seria um golaço. 

O Juventude tentava sair em contra-ataques, acionando o centroavante Dalberto pela direita, que fazia a parede buscando alguém vindo como elemento surpresa. A tática não surtiu tanto efeito. 

E o goleiro Marcelo Carné pagou com juros a defesa de Fábio, no pênalti de Renato Cajá. O goleiro da equipe gaúcha operou verdadeiros milagres na segunda etapa.

Aos vinte e dois minutos, Marcelo Moreno, que entrou no decorrer do jogo, cabeceou firme após cobrança de escanteio e o arqueiro saltou no canto direito para salvar. 

Aos vinte e sete, outra intervenção providencial após cobrança de escanteio. Ramon subiu bem, com muita força e o goleiro fez outra defesaça.

E Claudinho ainda teve a bola do jogo. Welinton fez grande jogada pela direita e rolou para o meia, que finalizou à direita de Carné, desperdiçando grande chance.


Nós usamos cookies e outras tecnologias semelhantes para melhorar a sua experiência em nossos serviços, personalizar publicidade e recomendar conteúdo de seu interesse. Ao utilizar nossos serviços, você concorda com tal monitoramento. Informamos ainda que atualizamos nossa Política de Privacidade.