Carregando...

Esporte

Ex-diretor do Cruzeiro, Ricardo Drubscky se posiciona sobre a saída do clube

Ricardo Drubscky ficou nove meses no Cruzeiro, iniciando a passagem pelo clube como diretor das categorias de base. Posteriormente, com a saída de Ocimar Bolicenho, Drubscky assumiu a pasta do futebol profissional.

Por Vinícius Silveira

Foto: Gustavo Aleixo/Cruzeiro

Nesta quinta-feira (1), o Cruzeiro passou por mudanças profundas em seu Departamento de Futebol. Entre elas, está a saída de Ricardo Drubscky do cargo de diretor após nove meses a frente do setor no clube celeste.

Drubscky usou sua conta pessoal no Instagram para dar uma declaração sobre a saída do Cruzeiro e se despedir do clube. Entre alguns pontos destacáveis, está a de que ele se sentia "subutilizado" mesmo estando no cargo de Diretor de Futebol e sem estar inserido no setor. Confira abaixo.

"Mais uma etapa vencida em minha vida profissional. Permanecerei sempre firme no propósito de contribuir para a excelência do futebol brasileiro, nos âmbitos do jogo e da gestão dos clubes.

Hoje, me despeço do Cruzeiro EC após 09 meses de trabalho. Comecei como Diretor de Futebol Profissional, mas com a saída do Conselho Gestor, passei a exercer o cargo de Administrador da Toca II.

Aguardando posicionamento da Direção do clube esperava voltar a assumir funções com mais voz no povoado Departamento de Futebol. Isso não aconteceu, mas deixo o clube muito grato por mais essa oportunidade de fazer parte de um gigante do futebol brasileiro. Foi a minha quarta passagem pelo Cruzeiro onde já participei de conquistas estaduais, nacionais e internacionais importantes.

Infelizmente, desta vez, não pude contribuir da forma que eu esperava. Me senti “subutilizado”, apesar do cargo de Diretor, não me senti inserido no futebol, onde tenho exercido minhas funções há quase quarenta anos.

No entanto, neste curto período, tive o grande prazer de trabalhar bem próximo a pessoas de bem, apaixonadas pelo clube e ótimos profissionais. Foi, como tudo na vida, um grande aprendizado.

Desde o período da implantação do Conselho Gestor, que fez a transição política e administrativa do Cruzeiro, até a gestão do presidente Sérgio Santos Rodrigues, o Cruzeiro vem experimentando dificuldades inimagináveis.

Os dirigentes que estão no clube desde o início de 2020 carregam missão das mais difíceis. A cada hora do dia surgem “surpresas” desagradáveis com urgências na reparação em âmbito jurídico, financeiro e administrativo.

Conhecendo o Cruzeiro como conheci em épocas passadas eu nunca imaginei vê-lo desta forma. Desejo muita força e sucesso ao grupo que gerencia o clube hoje. São profissionais de alto gabarito que trouxeram muita energia positiva para a gestão atual.

Torço pelo sucesso de todos os profissionais que lá estão e deste lindo clube centenário possuidor de muitas tradições e conquistas. Obrigado Cruzeiro!"

Ricardo Drubscky foi contratado pelo antigo Conselho Gestor do Cruzeiro em janeiro deste ano, com a função de comandar as categorias de base do clube. Com a saída de Ocimar Bolicenho, Drubscky assumiu a pasta, mas acumulando o cargo na base celeste. 

Enquete

Carregando...

Colunistas

Carregando...

Podcasts

Carregando...

Saiba mais