98 Live - Logo
  1. News
  2. Esporte
  3. Falando sobre Cruzeiro e Atlético, técnico Cuca participou do 98FC

Falando sobre Cruzeiro e Atlético, técnico Cuca participou do 98FC

Com boas passagens por Cruzeiro, Atlético e outros times, Cuca participou do 98 Futebol Clube desta terça-feira

Por Vinícius Silveira - Esporte05/05/2020
  • whatsapp
  • facebook
  • twitter

Foto: Rubens Chiri/São Paulo FC

Nesta terça-feira dia 05 de maio de 2020, o ex–treinador de Atlético e Cruzeiro, Cuca concedeu entrevista exclusiva ao programa 98 Futebol Clube, respondendo várias perguntas sobre sua carreira, principalmente sobre sua passagem vitoriosa pelo Atlético, o período como treinador do Cruzeiro e outros assuntos relacionados aos dois clubes. Cuca trabalhou no Cruzeiro entre 2010 e 2011, no Atlético entre 2011 e 2013.

Cruzeiro

Sobre sua passagem pelo Cruzeiro, Cuca lamenta não ter sido campeão brasileiro em 2010, já que havia feito uma campanha muito boa, e no final por conta de uma combinação de resultados não levou o título, que na época ficou com o Fluminense. Lembrou também do polêmico jogo contra o Corinthians, e afirma que não houve pênalti de Gil em cima de Ronaldo, e que hoje em dia dá risada da sua reação na entrevista pós jogo que ficou famosa, pois o treinador desferiu vários socos na mesa. Quando perguntado sobre o porquê daquele time tão talentoso do Cruzeiro não ter ido mais adiante naquela edição de 2011 da Copa Libertadores, disse que além dos erros cometidos nos dois jogos contra o Once Caldas da Colômbia, pesou bastante o fato de o jogo não ter sido no Mineirão, e o erro da arbitragem ao anular o gol de Gilberto que levaria o jogo aos pênaltis. E termina dizendo que o time do Cruzeiro era melhor que o Santos de Neymar que foi campeão daquela edição da libertadores, e teria sido o adversário da equipe celeste caso tivesse passado de fase.

Atlético

No ano de 2012 Cuca se tornou treinador do Atlético, com a missão de livrar o time do rebaixamento. Após alguns resultados positivos, o objetivo foi alcançado, e o Galo teria a oportunidade de jogar contra o Cruzeiro na última rodada e em caso de vitória, iria rebaixar o rival. O resultado foi uma acachapante goleada de 6x1 a favor da Raposa, em tom de brincadeira Cuca disse que queria morrer após aquele jogo, e que achou que não iria mais ser treinador do Atlético após o revés. Salientou que o time tinha um bom elenco, mas que foi por consequência da goleada, que houve uma reformulação no elenco, e foi muito importante para a campanha do vice-campeonato brasileiro em 2012. Neste mesmo ano, o treinador relembra com muito carinho do ídolo alvinegro Ronaldinho Gaúcho: “Ronaldo é muito humilde e fácil de lidar”, e conta que antes da vinda do craque o clube, Alexandre Kalil estava no Rio de Janeiro, próximo de fechar a contratação do meia Juninho Pernambucano (então no Vasco), já que precisava de um cobrador de bola parada no time. Até que quando ligou a TV, viu que Ronaldinho não era mais jogador do Flamengo, e imediatamente entrou em contato com Kalil falando que queria R10 no elenco alvinegro, e também ligou para Assis, irmão e empresário de Ronaldinho para explicar como pretendia o utilizar no time do Atlético. Poucos dias depois Ronaldinho chegou na Cidade do Galo, e foi uma surpresa até para os próprios jogadores, e já conquistou o carinho de todos de imediato.

Mundial de Clubes

Após a campanha histórica da Libertadores de 2013, houve a eliminação precoce para o Raja Casablanca na semifinal do Mundial de Clubes. E Cuca abriu o jogo sobre os bastidores daquela campanha. Disse que havia nos planos um jogo treino em Portugal antes de desembarcar para o torneio no Marrocos, mas que esse jogo treino não foi realizado para preservação dos jogadores, principalmente Ronaldinho e Réver que estavam voltando de lesão. E como foram 10 dias antes do jogo, os jogadores estavam sem ritmo de jogo, e também que o hotel de certa maneira afastava os jogadores do ambiente criado pela torcida do Atlético em Marrakech, e o time sentiu muito essa falta de ambiente. Outra polêmica na época do mundial foi a sua saída do Atlético. Cuca disse que agiu corretamente com o time, pois antes de levar a proposta ao presidente Alexandre Kalil e ao diretor de futebol Eduardo Maluf, já havia recusado duas vezes a proposta dos chineses, e nunca agiu pelas costas da diretoria, sendo sempre muito claro, mas que infelizmente a notícia vazou antes do mundial de clubes. Mas mesmo com o vazamento da notícia contou com total apoio dos jogadores, para que fosse buscar sua independência financeira na China, e o peso da notícia de sua mudança de ares foi maior, devido a eliminação no mundial.

Futuro e Jorge Sampaoli

Quando perguntado sobre o futuro, disse que com certeza vai voltar ao Atlético um dia, por todo o carinho e história que tem com o clube e sua torcida, mas que agora não era o caso pois está em boas mão com o técnico Jorge Sampaoli, o qual Cuca não poupou elogios: “Ele é muito estrategista e inteligente”. E ainda falou que o técnico vai saber utilizar Diego Tardelli da melhor maneira possível em cima das suas necessidades, já que o atacante é polivalente e flutua bem pelas quatro posições do ataque. Cuca contou que esteve bem próximo de fechar com o Colo Colo do Chile, mas que infelizmente o negócio não deu certo, pois o time não estava em condições de contratar 3 reforços pedidos para o planejamento do time. Cuca segue sem clube e segue também como sombra para todos os técnicos do futebol brasileiro.

Confira a entrevista do técnico Cuca no 98 Futebol Clube desta terça-feira.