98 Live - Logo
  1. News
  2. Esporte
  3. Insatisfeito, zagueiro Cacá critica diretoria do Cruzeiro em rede social

Insatisfeito, zagueiro Cacá critica diretoria do Cruzeiro em rede social

Segundo Cacá, o desabafo deve-se ao não cumprimento do acordo que a direção do clube fez com o jogador; clube celeste garante que realizou pagamentos ao defensor.

Por Vinícius Silveira e Adroaldo Leal - Esporte01/04/2021
  • whatsapp
  • facebook
  • twitter

Vendido ao Tokushima Vortis, do Japão, o ex-zagueiro cruzeirense, Cacá usou uma de suas redes sociais para desabafar sobre a atual diretoria do Cruzeiro, presidida por Sérgio Santos Rodrigues.

Segundo Cacá, o desabafo deve-se ao não cumprimento do acordo que a direção do clube fez com o jogador no momento em que houve a negociação com o futebol japonês. O zagueiro declarou que a diretoria deveria ter pago o acerto com ele, mas que não houve o pagamento.

Fiz um acordo com os dirigentes do CRUZEIRO que na primeira parcela do pagamento da minha venda ao Japão eles me pagariam o que havia sido acordado, assinamos o acordo no dia 24/02 a parcela foi paga no dia 16/03 há 20 dias aproximadamente, e não houve o pagamento, e estou indo embora pra outro clube sem receber o acordado”, disse, Cacá.

Confira a íntegra da postagem feita por Cacá

Olá nação AZUL ,Hoje venho aqui bastante chateado pelo fato que vem ocorrendo por falta de compromisso dos responsáveis pela atual administração do CRUZEIRO,Fiz um acordo do que seria meu por direito a receber e não me foi pago o que foi acordado.

Sou chefe de família,trabalho pra sustentar minha família e honrar com meus compromissos,Quando sai do Cruzeiro abri mão de 1/3 dos meus diretos econômicos que eu tinha por direito,aceitei a redução salarial em 25% no período da pandemia,fiquei desde setembro sem receber,fiz tudo pra favorecer ao clube por respeito e amor a camisa,Mais infelizmente fiz um acordo com os dirigentes do CRUZEIRO que na primeira parcela do pagamento da minha venda ao Japão eles me pagariam o que havia sido acordado,Assinamos o acordo no dia 24/02 a parcela foi paga no dia 16/03 há 20 dias aproximadamente,e não houve o pagamento,e estou indo embora pra outro clube sem receber o acordado,

E ainda ouvi que se quiser receber devo entrar na Justiça. Eu cheguei a ficar 4 meses sem receber e podia ter saído através da Justiça livre tendo total direito em qualquer negociação sem ter que passar algo ao clube,mas meu respeito pelo CRUZEIRO me fez acreditar que iriam ter o mesmo respiro por mim.

Estou desapontado e percebendo que eles não cumprem o que eles mesmos combinam. Enfim, lamento pelo enorme respeito que tenho ao Cruzeiro e também pelo torcedor, mas só estou buscando aquilo que é meu por direito e vou ter que ir pelo último caminho que eu não gostaria. Espero que todos tenham compreensão e entendam que não é Mercenarismo mas somente buscando o que é meu por direito”. (sic)

Cacá chegou aos profissionais do Cruzeiro em 2019, ganhou destaque em meio a uma campanha ruim do clube na Série A, que culminou no rebaixamento para a Série B. Cacá seguiu no elenco celeste até ser vendido ao Tokushima Vortis-JAP, no começo deste ano.

CRUZEIRO GARANTE QUE REALIZOU O PAGAMENTO

Em uma apuração do repórter Adroaldo Leal, o Cruzeiro realizou pagamentos recentes ao zagueiro Cacá. No dia 17 de fevereiro, três dias após o anúncio oficial da contratação por parte do Tokushima Vortis, o defensor recebeu o valor de R$ 205.993 referentes a salários em atraso.

Pouco mais de um mês depois, no dia 23 de março, o Cruzeiro efetivou o pagamento de R$ 385.630,00. De acordo com a apuração, o valor é referente a negociação de Cacá. Veja o boleto em anexo.