98 Live - Logo
  1. News
  2. Esporte
  3. Joseph marca e América vence o Cruzeiro no Independência

Joseph marca e América vence o Cruzeiro no Independência

Com o resultado, o América segue na vice-liderança. A Raposa termina a rodada fora do G-4.

Por Guilherme Souza - Esporte21/03/2021
  • whatsapp
  • facebook
  • twitter

Foto: Mourão Panda/América

América e Cruzeiro se enfrentaram na tarde deste domingo, no Independência, em partida válida pela quinta rodada do Campeonato Mineiro. O Coelho levou a melhor. O alviverde venceu por 1x0, com um gol do zagueiro Joseph. Com o resultado, o América se manteve na vice-liderança, com 12 pontos. O Cruzeiro, por sua vez, é o quinto, com 7 pontos.

Na próxima rodada, o América visitará o Uberlândia, no Parque do Sabiá. O Cruzeiro, por sua vez, receberá o Tombense, no Mineirão.

AMÉRICA MELHOR NA PRIMEIRA ETAPA

Nos primeiros minutos da partida, as duas equipes não apresentaram um futebol de qualidade. Faltava inspiração. O jogo melhorou após os primeiros vinte minutos iniciais.

O América ensaiava uma pressão, enquanto o Cruzeiro tentava sair nos contra-ataques, acionando Airton pelo lado direito na dobradinha com Marcelo Moreno.

Aos trinta e três minutos veio a primeira boa oportunidade do Coelho. Após boa troca de passes, Sabino arriscou de longe e Fábio mandou para escanteio.

Um minuto depois, saiu o gol americano. Marcelo Toscano tentou um toque por dentro, a bola desviou em Ramon e e sobrou para Joseph, que pegou de primeira, batendo cruzado, no canto de Fábio. O time celeste reclamou bastante da posição do defensor, mas a arbitragem validou o gol.

Antes do fim do primeiro tempo, o América ainda desperdiçou duas chances de ampliar. Aos quarenta e quadro, Rodolfo recebeu pelo lado direito da área e soltou a bomba, obrigando Fábio a fazer uma ótima defesa e mandar para escanteio. Três minutos depois, após cruzamento na área, Fábio novamente, de forma providencial, evitou que a bola sobrasse limpa para Juninho.

CRUZEIRO COM MUITAS ALTERAÇÕES

Na segunda etapa, o técnico Felipe Conceição foi conservador no início, mantendo os onze iniciais. Contudo, o América continuava controlando as ações. Aos quatro minutos, Rodolfo finalizou rasteiro e Fábio segurou firme. Pouco depois, aos oito, o susto foi maior. Após bela jogada de Gustavinho pela esquerda, o meia rolou para trás, onde estava Marcelo Toscano, que pegou de primeira, e acertou o travessão. Sem nenhuma evolução, Felipe Conceição promoveu três alterações. Entraram Marcinho, Matheus Barbosa e Bruno José nas vagas de Alan Ruschel, Jadson e Airton.

O Cruzeiro tentava chegar no desespero. A grande oportunidade veio com Marcinho, aos quinze minutos, que recebeu um passe na entrada da área e chutou pra fora, com muito perigo. Aos vinte e seis, Bruno José pegou de primeira pelo lado direito e Cavichioli segurou firme. Por fim, o treinador celeste deu sua última cartada colocando Rafael Sóbis na vaga de Adriano.

Lisca promoveu as entradas de Flávio e Zé Ricardo, para conter a marcação; e dos atacantes Leandro Carvalho e Léo Passos para ter mobilidade ofensiva.

No fim da partida, Matheus Pereira e Eduardo Brock foram expulsos. O lateral já tinha cartão amarelo. Minutos após o cartão vermelho para Matheus, Eduardo Brock errou na saída e cometeu pênalti em Léo Passos – também sendo excluído da partida. O atacante americano, no entanto, não aproveitou a chance, e mandou pra fora.