98 Live - Logo
  1. News
  2. Esporte
  3. Justiça acata denúncia do MPMG e ex-dirigentes do Cruzeiro viram réus

Justiça acata denúncia do MPMG e ex-dirigentes do Cruzeiro viram réus

Além de Wagner Pires de Sá, Itair Machado e Sérgio Nonato, estão envolvidos três empresários, um ex-presidente do Ipatinga, o pai de um atleta que joga na base do Cruzeiro e um ex-assessor do clube celeste

Por Vinícius Silveira - Esporte11/11/2020
  • whatsapp
  • facebook
  • twitter

O ex-presidente do Cruzeiro, Wagner Pires de Sá, ex-vice de futebol, Itair Machado e o ex-diretor geral Sergio Nonato irão responder por crimes na esfera financeira. O Ministério Público de Minas Gerais apresentou a denúncia e o Tribunal de Justiça de Minas Gerais acatou o pedido.

No site oficial do Ministério Público de Minas Gerais, está descrito que alem dos três ex-dirigentes do Cruzeiro, outros três empresários, um ex-assessor do Cruzeiro, um ex-presidente do Ipatinga e o pai de um jogador que atua na base do clube celeste estão envolvidos no processo. De acordo com o MPMG, o prejuízo ao Cruzeiro chega à R$ 6,5 milhões.

O Ministério Público de Minas Gerais ainda pediu que o Cruzeiro seja indenizado em 100% do prejuízo, ou seja, R$ 6,5 milhões.

Seguem abaixo os denunciados e os crimes que os envolvidos responderão, de acordo com o Ministério Público de Minas Gerais

- Wagner Pires de Sá: falsidade ideológica, apropriação indébita e formação de organização criminosa.

- Itair Machado: lavagem de dinheiro, apropriação indébita, falsidade ideológica e formação de organização criminosa.

- Sérgio Nonato: integrar organização criminosa e apropriação indébita.

- Três empresários: integrar organização criminosa e apropriação indébita. Destes, dois ainda responderão por lavagem de dinheiro.

- Pai do atleta que joga na base do Cruzeiro: falsidade ideológica.

- Ex-presidente do Ipatinga: lavagem de dinheiro

- Ex-assessor do Cruzeiro: apropriação indébita.

O processo irá tramitar na 7ª Vara Criminal de Belo Horizonte e segue em segredo de justiça.