Carregando...

Esporte

Justiça revoga liminar que permitia reintegração do Cruzeiro ao Profut

Cruzeiro havia sido notificado em fevereiro, mas em abril conseguiu retornar ao Profut graças a uma liminar

Por Vinícius Silveira

Foto: Divulgação

Neste sábado (25), o Cruzeiro informou que a liminar que garantia a volta do clube ao Profut foi revogada. A decisão partiu da Justiça de Minas Gerais e não é definitiva. O time celeste havia sido notificado em fevereiro, mas foi reintegrado em abril. O clube está preparando recurso.

O Cruzeiro também confirmou que concederá uma entrevista coletiva na próxima semana para explicar toda a situação. Caso o clube seja excluído do Profut, perderá todos os benefícios, sendo punido com bloqueios e penhoras de seus recursos.

O Cruzeiro teria atrasado seis parcelas do Profut durante o ano de 2019, resultando na exclusão do clube em fevereiro deste ano.

Segue a nota divulgada pelo clube celeste

O Cruzeiro Esporte Clube confirma ter ciência da sentença que revoga a liminar, antes deferida, para julgar improcedente o pedido de retorno ao parcelamento do PROFUT.

Não obstante a gestão temerária pela qual passou o Clube recentemente – o que acabou, dentre muitas nefastas consequências, levando ao afastamento da entidade do PROFUT – o novo Cruzeiro acredita, com o devido respeito à decisão, que seu pedido judicial se apoia em argumentos sólidos.

O setor jurídico do Clube, neste caso representado pelo Dr. João Paulo Fanucchi de Almeida Melo, já trabalha no recurso cabível e ressalta, mais uma vez, confiança no êxito da ação.

Levando-se em conta o compromisso com a transparência pregado pela nova gestão, o Cruzeiro informa que as dúvidas e detalhes envolvendo o caso serão tratados na próxima semana, através de uma entrevista coletiva que será anunciada posteriormente nos canais oficiais do Clube”.

Enquete

Carregando...

Colunistas

Carregando...

Podcasts

Carregando...

Saiba mais