Carregando...

Esporte

Micale fala sobre retorno, conversas com Enderson Moreira e promessas da base

Rogério Micale falou sobre vários aspectos da base celeste e projetou 2020. O treinador está há seis meses à frente do time sub-20.

Por Guilherme Souza

O técnico da equipe sub-20 do Cruzeiro, Rogério Micale, participou do programa Arena 98 desta quarta-feira e projetou o futuro do clube, com a utilização das jovens promessas.

Entre os assuntos abordados estão o retorno aos treinos, o jovem atacante Stênio, que foi promovido ao profissional, além do trabalho em conjunto com o técnico Enderson Moreira.


Sobre o retorno do time sub-20 aos treinos:

Sem previsão. Nós estamos num momento que o profissional é um parâmetro que nós vamos utilizar, pra ver como é que vai andar o processo, pra ver se pelo menos o time sub-20, a gente consegue voltar. Até porque, tudo aquilo que nós falamos, da necessidade e do momento, em alguma situação ou outra pode acontecer contusões e o clube precisa dessa categoria para utilizar. Vamos ver como o profissional vai responder nesses dias, nesses meses. É diferente, muitos desses garotos moram em alojamento, eles moram no clube, fazem refeições juntos, então a gente sabe da dificuldade que pode ser se alguém pegar, pela questão da transmissão.É difícil avaliar, nós estamos atentos, não existe nada na CBF sobre voltar. Nós estamos atentos! Então é aguarda, aguardar pra ver se passa logo.


Sobre o garoto Stênio, recém promovido ao time profissional:

O Stênio estava vivendo o momento de transição comigo. Ele é um jogador da sub-17. E ele vinha tendo algum destaque, na sua categoria vinha sendo acima, não só dentro do clube, mas em relação aos adversários. Teve a oportunidade comigo. Iniciou os treinamentos, vinha demonstrando este potencial e é uma expectativa. É um produto nosso, que a gente tem que tentar achar dentro do contexto nosso, jogadores com potencial e atender a demanda esportiva, já pensando no futuro, valorizando. Se continua demonstrando o potencial que demonstrou na sua categoria e na transição que fez comigo, eu acho que, é lógico que é precoce, mas ele já está vivendo o profissional, vamos fazer essa aposta para ver se ele corresponde e pode nos trazer um retorno nesses aspectos que eu citei anteriormente.       


O Enderson chegou a pedir prioridade em alguma posição?

Não. O Enderson ainda quase não teve contato com ninguém. É tudo muito precoce. Em ter cuidado, ainda não. Como a gente não tem ideia de retorno, a gente não tem nem como conversar sobre isso agora. O que conversamos foi sobre a possibilidade de atletas servir a ele. Sobre posição, não.



Confira a entrevista na íntegra!


Enquete

Carregando...

Colunistas

Carregando...

Podcasts

Carregando...

Saiba mais