98 Live - Logo
  1. News
  2. Esporte
  3. Páginas Heroicas: 15 anos gritando “É campeão” – Regionais

Páginas Heroicas: 15 anos gritando “É campeão” – Regionais

Na trajetória de 15 anos comemorando títulos, não poderiam faltar os torneios regionais. A Copa Centro-Oeste foi o primeiro deles, além do bicampeonato da Copa Sul-Minas

Por Vinícius Silveira - Esporte02/01/2021
  • whatsapp
  • facebook
  • twitter

Foto: Reprodução/Site Oficial Cruzeiro

Nos 15 anos de conquistas do Cruzeiro, não poderiam faltar os campeonatos regionais. Ao todo, foram três conquistas que aumentaram a coleção de troféus do time celeste. Foram duas Copas Sul-Minas e uma Copa Centro-Oeste.

MINAS GERAIS NA REGIÃO CENTRO-OESTE EM 1999

A Copa Centro-Oeste aconteceu em 1999, e incluiu Minas Gerais em seu modo de disputa. Nos primeiros meses do ano, foi realizada a Copa dos Campeões Mineiros, que foi conquistada pelo Cruzeiro. A vitória sobre o Atlético na decisão deu ao time celeste a vaga na final da Copa Centro-Oeste.

A final foi disputada contra o Vila Nova de Goiás. O primeiro jogo teve vitória celeste por 3 a 0. Se o Cruzeiro vencesse a segunda partida, levaria o título, mas acabou perdendo por 2 a 1. No terceiro e decisivo embate, os dois times empataram sem gols e os cruzeirenses levantaram a taça.

BICAMPEÃO DA COPA SUL-MINAS

A Copa Sul-Minas foi criada em 2000 seguindo o bem sucedido projeto do torneio Rio-São Paulo. O Cruzeiro participou das três edições, sendo campeão em duas delas e vice em outra.

O primeiro título foi vencido em 2001, após eliminar o Atlético na semifinal e derrotar o Coritiba na final. O primeiro jogo da decisão aconteceu no estádio Couto Pereira, e o time celeste venceu por 1 a 0. Na partida de volta, no Mineirão, Jorge Wagner, Geovanni e Marcelo Ramos fizeram os gols cruzeirenses na vitória por 3 a 0.

No ano seguinte, outra boa campanha e o bicampeonato em cima de outro time paranaense: o Atlético (ainda sem a grafia com “th” no nome). Na semifinal, o Galo foi o oponente, e a classificação celeste veio nos pênaltis, após dois empates por 1 a 1. Na final, o Cruzeiro venceu o rubro-negro, por 2 a 0, na Arena da Baixada. A finalíssima, no Mineirão, contou com outra vitória cruzeirense, desta vez, por 1 a 0, gol marcado por Sorín.  

Nós usamos cookies e outras tecnologias semelhantes para melhorar a sua experiência em nossos serviços, personalizar publicidade e recomendar conteúdo de seu interesse. Ao utilizar nossos serviços, você concorda com tal monitoramento. Informamos ainda que atualizamos nossa Política de Privacidade.