98 Live - Logo
  1. News
  2. Esporte
  3. Sette Câmara fala sobre primeira conquista, reforços e futuro do Atlético

Sette Câmara fala sobre primeira conquista, reforços e futuro do Atlético

Depois da conquista do Campeonato Mineiro, Sérgio Sette Câmara projetou o restante da temporada atleticana.

Por Guilherme Souza - Esporte31/08/2020
  • whatsapp
  • facebook
  • twitter

Foto: Bruno Cantini

Depois da primeira conquista à frente da presidência do Atlético, o presidente Sérgio Sette Câmara participou do programa 98 Futebol Clube nesta segunda-feira (31). O Atlético chegou ao seu 45º título estadual no domingo, vencendo o Tombense, no Mineirão, por 1x0.

Entre os assuntos abordados, o mandatário falou sobre sua primeira conquista, futuro do clube, reforços e ações do clube.  

Primeiro título

"Acredito que essa vitória e esse título, eles vêm coroar e ao mesmo tempo impulsionar. Esse é um combustível. Quando você põe uma taça pra dentro, todo mundo passa a ter mais fé, confiança, que nós podemos buscar coisas maiores para o Atlético.  Quando tomei posse, no meu primeiro discurso eu disse que o meu maior sonho era o Campeonato Brasileiro. Nós ficamos dois anos passando muitas dificuldades, pegamos o clube numa situação muito ruim, ele já vinha numa situação ruim. Nós ainda estamos lambendo muitas feridas, mas eu começo a ver o fim do túnel. Acho que ainda esse ano o Atlético vai ter uma melhora na sua situação financeira. Esse é o meu grande objetivo neste momento."
 

Reforços?

"Isso faz parte do nosso segredo, porque a gente precisa ter algumas estratégias para fazer aquelas reduções que eu falei e que vão acontecer – brincou Sette Câmara. Posso te dizer que estou muito confiante que o nosso resultado financeiro ao final seja menos pior que poderia ser num ano desses onde todos vão ter prejuízos, a menos que façam vendas milionárias. O mercado não está para peixe! Vimos poucas negociações acontecendo. Talvez o Atlético possa ter um futuro diferente. Nós temos uma equipe enxuta, muito competente. As pessoas têm que entender que a gente não faz uma reviravolta num clube do dia pra noite. Foi um trabalho que começou lá atrás, quando assumimos o Atlético. Eu preciso fazer um diagnóstico do clube. O Atlético é gigante. Um clube com quase oitocentos funcionários. E com muitos vícios. Isso não se faz do dia para a noite."
 

Manto da Massa

 

"Sobre o Manto da Massa, nós vamos estar liberando no mês de setembro, trinta mil. No mês de outubro, trinta. No mês de novembro, o restante. O que acontece é que foi uma promoção que não estava no script e “bombou” demais. O fabricante tinha também que lançar a nossa coleção atual, essa que está nas lojas e que o Atlético usa para jogar. Tem também um outro detalhe – nós temos que atender outros pedidos de acordo com a solicitação feita. E para que a operação não encareça, eu tenho que fazer uma entrega só. Peço paciência para o torcedor. Os pedidos vão ser entregues na medida que o pedido foi feito. Quem pediu primeiro, vai receber primeiro."

 

Futuro do lateral Guga

 

"Sobre o Guga, não chegou nenhuma proposta. Então, não tem absolutamente nada para falar. Isso eu posso garantir."