Carregando...

Esporte

UEFA divulga protocolo para a presença de torcedores na Supercopa

A competição que começará em setembro terá a presença de torcedores. A organizadora divulgou o protocolo de segurança.

Por Guilherme Souza

Foto: Divulgação/UEFA


Nesta segunda-feira (7), a UEFA divulgou o protocolo para a presença de torcedores na Supercopa, que será realizada na Hungria. Para entrar na Hungria, os portadores de bilhetes do exterior podem se submeter a um exame médico obrigatório durante sua entrada. Eles também deverão apresentar o ingresso oficial do jogo e prova de um teste de PCR, que deve ter sido realizado nos três dias anteriores à sua entrada para a Hungria. Os detentores de bilhetes que entram na Hungria para a SuperTaça Europeia são obrigados a deixar o território da Hungria no prazo de 72 horas após a sua entrada.

Em consonância com a recente campanha "Obrigado" da UEFA, a UEFA vai convidar 500 profissionais de saúde húngaros para assistir ao jogo como um sinal de reconhecimento pelo seu excelente trabalho, desde o início da pandemia COVID-19.

Para o público em geral, os lugares serão disponibilizados a preços que variam entre € 30 para a categoria 3 e € 120 para a categoria 1.

Estão disponíveis 3.000 bilhetes para os adeptos de cada um dos clubes participantes e a venda de bilhetes será organizada pela UEFA em estreita cooperação com os dois clubes.

Os candidatos serão notificados sobre o status de sua inscrição uma semana após o final da fase de inscrição. Os candidatos selecionados terão um prazo curto para efetuar o pagamento de suas passagens por meio de cartão de crédito ou débito.

A distância entre os torcedores deve ser de 1,5 metro, com lugares separados pela UEFA. A máscara será um artigo obrigatório. Além disso, os espectadores terão que higienizar as mãos sempre que possível. A temperatura será medida na entrada do estádio e torcedores com temperatura de 37,8 ° C ou mais não poderão acessar as dependências.

 Obviamente, quem pertence a grupos de risco, estão com sintomas ou estão contaminados, não devem ir. 

É importante salientar também que, se a pessoa testar positivo ou tiver contato com pessoas contaminadas 14 dias ou menos, o valor será reembolsado pela instituição.

Enquete

Carregando...

Colunistas

Carregando...

Podcasts

Carregando...

Saiba mais