98 Live - Logo
  1. News
  2. Esporte
  3. Zagueiro Réver demonstra revolta com boatos sobre corpo mole no Atlético

Zagueiro Réver demonstra revolta com boatos sobre corpo mole no Atlético

O repórter da Rádio 98 FM, Igor Assunção, pediu para que o jogador comentasse boatos de que o grupo estaria tentando derrubar Jorge Sampaoli.

Por Thais Santos - Esporte19/02/2021
  • whatsapp
  • facebook
  • twitter

O zagueiro Réver foi o escolhido para a entrevista coletiva que aconteceu nesta sexta-feira, pela manhã, na Cidade do Galo. O Atlético se prepara para o jogo contra o Sport, no próximo domingo, às 16 horas, na Ilha do Retiro em Recife e sem chances de título, agora briga por uma vaga direta na fase de grupos da Copa Libertadores.

Repercutindo a queda de rendimento do time e os rumores envolvendo a saída do técnico Jorge Sampaoli, o repórter da Rádio 98 FM, Igor Assunção, pediu para que o jogador comentasse sobre os boatos de que o grupo estaria tentando derrubar o treinador:


Eu queria que você falasse a respeito de alguns comentários de que o grupo parou de correr pelo Jorge Sampaoli, como você vê esse tipo de comentário, especialmente numa reta final de campeonato?  


Réver não se conteve ao responder o questionamento e mostrou total descontentamento com a situação. Confira na íntegra o que foi dito pelo atleta:


Difícil até de responder, Igor. Não é possível que isso venha a acontecer. A gente fica chateado também por tudo que gera, por todo burburinho que colocaram neste período após o jogo contra o Bahia. É inadmissível você ficar um certo tempo sem uma conquista para o clube e faltando tão pouco para você conquistar este objetivo, que não é só dos atletas, e sim de milhões de torcedores, de uma diretoria que não mediu esforços para que isso pudesse acontecer, e você escutar que jogador está deixando de correr por vaidade. Infelizmente, tem pessoas que querem aproveitar da situação, porque há duas semanas você não ouvia falar que jogadores estavam deixando de correr. Então, é inadmissível. E, pode ter certeza, se isso estivesse acontecendo, esse atleta seria cobrado de uma maneira muito ríspida, porque o que move o atleta são as conquistas.

E você deixar de conquistar esse objetivo, que é o ápice da carreira de um jogador, é inadmissível, isso não aconteceu. É inverdade de pessoas de mau-caráter, posso dizer isso, porque meu nome esteve muito envolvido nisso aí. E eu nunca precisei estar envolvido nisso para chegar onde cheguei, muito pelo contrário, me dediquei e sempre corri atrás dos meus sonhos, dos meus objetivos, é uma pessoa de mau-caráter que faz isso. E não é torcedor do Atlético, porque o torcedor do Atlético verdadeiro não está dizendo isso. São muitos anos que o Atlético luta por esse título. Eu, particularmente, não me lembro do ano que o Atlético brigou do início ao fim e ficou entre os quatro na competição, que me lembro foi em 2012, posso estar errado. Aqui não vai faltar vontade de se dedicar e correr dentro de campo. A gente é profissional e, acima de tudo, tem caráter. Essas pessoas que falam isso não são pessoas de caráter.