98 Live - Logo
  1. News
  2. Internacional
  3. Capitólio americano entra em lockdown por ameaça à segurança

Capitólio americano entra em lockdown por ameaça à segurança

Um veículo teria atropelado policiais que estavam em uma barreira na entrada do prédio, na capital americana

Por Da redação (Com Estadão Conteúdo) - Internacional02/04/2021
  • whatsapp
  • facebook
  • twitter

O Capitólio dos Estados Unidos, em Washington, entrou em lockdown nesta sexta-feira (02) por causa de uma ameaça à segurança do Congresso. Além do próprio prédio, que abriga as duas casas legislativas federais, as ruas ao redor também foram totalmente fechadas.

De acordo com o canal CNN, a Polícia do Capitólio disse que um carro avançou contra uma barreira policial na frente do prédio. O motorista teria atropelado dois agentes que estavam posicionados na barreira.

Ainda segundo a polícia, o suspeito foi alvejado por tiros e interceptado por outros policiais que faziam a segurança da área. O autor do atentado foi levado sob custódia ao mesmo hospital para onde foram levados os agentes atropelados, mas não resistiu aos ferimentos e morreu. Um dos policiais infelizmente também faleceu no hospital.

Segundo a CNN, o suspeito saiu do veículo armado com uma faca. Tropas do Exército foram enviadas ao local para reforçar a segurança.

Biden tinha acabado de deixar o local

O incidente ocorreu a cerca de 90 metros da entrada do edifício no lado do Senado do Capitólio. Esse posto de controle de segurança é normalmente usado por senadores e funcionários durante a semana, mas o Congresso está atualmente em recesso.

Após o incidente, funcionários foram informados de que não podiam entrar ou sair dos edifícios. O presidente Joe Biden tinha acabado de sair da Casa Branca para Camp David quando o incidente ocorreu.

A cerca que impedia o tráfego de veículos perto dessa área foi removida recentemente depois que o Capitólio começou a se abrir após os ataques do início de janeiro. Naquela ocasião, uma multidão de extremistas armados pró-Donald Trump invadiu o local enquanto o Congresso estava votando a certificação da vitória presidencial de Joe Biden.

Nós usamos cookies e outras tecnologias semelhantes para melhorar a sua experiência em nossos serviços, personalizar publicidade e recomendar conteúdo de seu interesse. Ao utilizar nossos serviços, você concorda com tal monitoramento. Informamos ainda que atualizamos nossa Política de Privacidade.